fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]
Cooperativa Agrícola: Vale a Pena se Associar a uma?

Cooperativa Agrícola: Vale a Pena se Associar a uma?

Cada vez mais produtores rurais vêm trabalhando com o modelo de sociedade de cooperativa agrícola, uma forma de compartilhar responsabilidades e obter melhores resultados, no tocante a negociações e gerenciamento de seus empreendimentos. Neste artigo vamos abordar tudo sobre esse assunto.

Venha Comigo!

 

cooperativa agrícola

 

Cooperativa agrícola

Toda cooperativa consiste em uma sociedade, cujos participantes dividem igualmente os lucros e as responsabilidades, além de terem objetivos em comum.

No caso da cooperativa agropecuária, diversos produtores rurais se juntam para, em grupo, serem capazes de atender mais facilmente ao mercado consumidor, negociar melhores condições para a compra de insumos e dar vazão mais facilmente à sua produção.

Embora tenha o objetivo econômico, uma cooperativa tem a finalidade muito diferente da de uma empresa.

Enquanto um negócio tradicional visa fortemente o lucro, a cooperativa agropecuária tem como função aumentar a exposição do produtor rural e também de ajudar o grupo a se sair melhor no mercado.

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

 

Surgimento da cooperativa

O surgimento do cooperativismo remonta à Revolução Industrial. Ou seja, à Inglaterra do século 18. Foi em 1844 que 28 operários ingleses se reuniram na Sociedade Equitativa dos Probos Pioneiros de Rochdale. Esta cooperativa de consumo se tornou a base para as cooperativas que viriam depois.

 

Símbolo- Cooperativa

 

Inicialmente, esta cooperativa oferecia apenas produtos essenciais, como farinha, manteiga, velas e açúcar. Com pouco tempo, no entanto, diversificaram a oferta e passaram a ser conhecidos pela qualidade e bom preço dos produtos.

Além disso, a cooperativa ficou famosa devido aos chamados Princípios de Rochdale. Ou seja, o conjunto de princípios de cooperação que pautava sua atuação. Hoje, eles são a base para cooperativas em todo o mundo.

 

Cooperativa no Brasil

As cooperativas desempenham atividades nos mais variados setores da economia, estendendo-se em diversos segmentos da sociedade brasileira, com relativa expressão de crescimento, no setor urbano.

As cooperativas têm demonstrado significativa importância para a inclusão social no Brasil. Se comparado ao total de habitantes no País, o número de associados a cooperativas representa mais de 5% da população brasileira.

 

Cooperativa no Brasil

 

O cooperativismo vem cumprindo o seu papel de inclusão social, econômica e cultural, sendo um modelo de negócio mais viável para o desenvolvimento sustentável da população.

O movimento destaca-se na busca de participação democrática, na independência e autonomia, com objetivo de promover o desenvolvimento econômico e o bem-estar social de todos os seus cooperados e, consequentemente, da comunidade em que está inserido.

 

Funcionamento de uma Cooperativa Agrícola

As cooperativas rurais funcionam de forma autônoma e por meio do trabalho dos produtores e agricultores.

Nesse sentido, com o objetivo de juntar suas forças de trabalho e obter maior produção, as cooperativas também podem procurar algumas assessorias técnicas, ao tomar alguns cuidados quanto ao tratamento, armazenamento e transporte das mercadorias.

Dessa forma, secretarias de agricultura são órgãos do governo presentes em toda a região, com o objetivo de fomentar o aumento da produção no setor agropecuário.

Já as incubadoras de cooperativas são projetos vigentes nas universidades, com o intuito de auxiliar na estruturação desse negócio.

 

Ensino a distância: conheça os desafios e avanços nessa modalidade.

 

Quais os Benefícios de se associar em uma cooperativa agrícola?

Existe uma série de vantagens em ser um cooperado. Veja as principais delas a seguir.

 

Escoamento de produção

Certamente, a grande vantagem para os participantes de uma cooperativa agrícola é a maior facilidade para escoamento da produção.

O cooperado vende a sua produção para a cooperativa sem precisar se preocupar em encontrar consumidor. Além disso, como a associação tem um volume grande de produtos, consegue uma boa negociação dos preços.

 

Investimentos e compra de insumos

Os investimentos e as compras de insumos são feitos em quantidades maiores, pois devem atender a uma grande quantidade de produtores. Assim, a cooperativa também consegue negociar preços melhores e faz compras mais baratas.

 

Visibilidade para o pequeno produtor

As cooperativas agrícolas surgem como uma solução para dar mais protagonismo a esses pequenos produtores que têm tanto impacto no mercado, pois os leva a unirem as suas forças e, assim, se tornarem grandes.

 

Pequeno Produtor Rural

 

Assessoria especializada

É comum as cooperativas terem especialistas em áreas de interesse dos cooperados no seu quadro de funcionários. Em uma cooperativa agrícola, por exemplo, costuma haver veterinários, agrônomos e técnicos que dão suporte aos cooperados e ajudam a melhorar a produção.

 

Direitos trabalhistas

A lei brasileira já garante uma série de direitos para o produtor rural. Mas quando ele está em regime de cooperativa, pode ampliar esses benefícios. Dois exemplos são o acesso ao INSS e ao 13° salário.

 

Riscos na associação com uma cooperativa agrícola       

O outro lado da independência e controle democrático é a distribuição equitativa das responsabilidades econômicas entre os membros das cooperativas agrícolas.

Já que nenhum investimento pode entrar na cooperativa mediante subcontratação, a perda do lucro tem impacto em cada membro.

Cada mecenato individual tem que ser reduzido para compensar a perda. Mesmo assim, o apoio dos membros é sempre uma consolação. Ninguém fica sozinho lidando com a perda do lucro por conta própria.

Talvez, a ideia de compartilhar responsabilidades econômicas pode ser vista como uma perspectiva atemorizante, mas é o tipo de risco que vale a pena correr, considerando os benefícios da cooperação.

 

Como montar uma Cooperativa ?

Se você busca adquirir uma maior autonomia, e não há cooperativa na região, pode ser formada uma associação local. Através de produtores semelhantes a você, pode aprimorar o seu lucro e o de toda a região.

 

Como montar uma Cooperativa

 

Para isso, basta apenas tomar os seguintes passos:

1º Passo

Forme o grupo: O primeiro passo é juntar o número de pessoas para começar a organizar sua cooperativa. Deixe claro para todas as pessoas que você vai chamar quais serão os objetivos da organização.

 

2º Passo

Estabeleça o objetivo: Você deve elaborar, com ajuda do grupo, o objetivo final que devem atingir. Há vários tipos de cooperativas e cada uma possui objetivos diferentes. É importante descobrir de que forma esses objetivos podem ser atingidos.

 

3º Passo

Início do projeto: Definidas as necessidades e objetivos, você deve começar a elaborar o projeto da cooperativa ou o plano de negócios. Durante o processo de elaboração, deve estar sempre claro que o objetivo é que ele atenda às necessidades do coletivo (os interesses comuns dos membros).

 

4º Passo

Escolha do ramo: No Brasil, há 13 ramos de cooperativas definidos. Para poder exercer as atividades, é preciso escolher o ramo para se adequar.

 

Você sabe qual é o perfil de profissional mais procurado pelas empresas?

 

5º Passo

Crie os valores da cooperativa: Os valores são a base de onde irá emanar toda a direção das ações da cooperativa. Uma empresa sem valores não tem pontos de partida.

 

6º Passo 

Crie a estrutura da organização: A estrutura de uma cooperativa é igual a de empresas comuns. Ou seja, ela possui diversos membros que se organizam de modo que cada um exerça um papel, com responsabilidades próprias e dentro de uma hierarquia pré-definida.

 

7º Passo

Formalização: Agora é hora de formalizar a cooperativa. É preciso organizar o estatuto, no qual estarão as linhas gerais do funcionamento, é como o contrato dos cooperados.

 

8º Passo

Capital Social: Para prestar serviço e ter meio de instalação e equipamento necessário, é necessário de capital social. Você deve especificar esses pontos para saber quanto cada membro do grupo deverá contribuir.

 

9º Passo

Receita e fundos: A receita da cooperativa advém, principalmente, da taxa de administração ou serviço da organização.

 

10º Passo

Documentação: Segundo o que estabelece o Direito brasileiro, através do Código Civil, no artigo 982, as cooperativas são sociedades de pessoas que exercem uma determinada atividade, tendo forma e natureza jurídica que lhes são próprias.

 

11º Passo

Junta comercial: Relação nominativa dos membros; Cópia do RG e do CPF do presidente; A cópia de um comprovante de residência do presidente; a cópia de um comprovante da sede de funcionamento; Quatro vias da Ata de Assembleia Geral de Constituição e do Estatuto. Elas devem estar todas rubricadas pelos associados fundadores, e na última página de cada é preciso ter o visto de advogado.

 

12º Passo

Receita Federal: Comprovante de residência e cópia do RG e do CPF de todos os diretores; Ficha cadastral e ficha complementar (CNPJ); Lista dos associados.

 

Conclusão

Como pudemos ver ao longo deste texto, cooperativas agrícolas são empresas constituídas por trabalhadores. Estes podem ser produtores ou consumidores. Ou seja, sua finalidade é proteger os mais diversos interesses econômicos e sociais dos trabalhadores.

Diferente de empresas capitalistas, constituídas para gerar lucro e concentrar capital, uma cooperativa não tem fins lucrativos.

Assim, o que visam é a satisfação das necessidades econômicas dos cooperados. Em todos os tipos e ramos de cooperativas, os ganhos são proporcionais à quantidade de trabalho.

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

Funrural: Entenda o que é e seu Benefício para o Produtor Rural!

Funrural: Entenda o que é e seu Benefício para o Produtor Rural!

Neste artigo apresentarei os principais aspectos referentes ao Funrural, como: O que é? Quem tem obrigatoriedade de recolhimento? Qual seu benefícios para o produtor rural.  Estes e outros questionamentos serão abordados abaixo.

Não fique de fora, acompanhe!

 

Funrural

 

O que é Funrural?

O Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), trata-se de uma contribuição social Rural de caráter previdenciário, paga pelo Produtor Rural, porém recolhida pela Pessoa Jurídica no momento da compra do produto, com base no valor bruto da comercialização.

Importante saber que, apenas a contribuição ao Funrural não garante o direito à aposentadoria, é necessário contribuir para o INSS de forma individual, pois o FUNRURAL não é uma contribuição para a aposentadoria específica do Produtor, mas para a previdência como um todo.

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

 

Origem do Funrural

O Funrural foi criado em 1963. Naquela época, havia um forte posicionamento do então presidente João Goulart para um movimento do governo pela Reforma Agrária. No entanto, em 1971 foi criado o PRORURAL (Programa de Assistência ao Trabalhador).

Consiste em uma lei complementar que revoga parte da Lei 4214 de 2 de março de 1963. Esta lei institui o Funrural através do Estatuto do Trabalhador Rural.

No dia 30 de março de 2017, o Supremo Tribunal Federal (STF) declarou constitucional a cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) do empregador rural pessoa física.

A corte concordou com um recurso da União contra a decisão do Tribunal Regional Federal da 4 Região (TRF-4), que havia considerado indevida a taxação, por decisão unânime, em 2011.

 

Funrural garante a aposentadoria?

Essa é uma questão que gera muitas dúvidas para os produtores rurais. No entanto, é fundamental esclarecer que apenas a contribuição ao Funrural não garante o direito à aposentadoria.

Logo, é necessário contribuir para o INSS de forma individual também para adquirir o direito de se aposentar. Melhor dizendo, o Funrural não é uma contribuição para a aposentadoria específica do Produtor Rural, mas para a previdência como um todo.

Em 2011 o Supremo Tribunal Federal decidiu pela inconstitucionalidade da contribuição, contudo, em 30 de março/2017, ao julgar o Recurso Extraordinário nº 718.874, a Suprema Corte modificou o seu entendimento, passando a considerar a constitucionalidade da cobrança.

 

O Funrural é declarado?

Em primeiro lugar, o Funrural não é uma declaração. No entanto, ele é um tipo de contribuição recolhida para o INSS, RAT e SENAR, que deve ser declarada por meio da GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social).

 

Checklist software agrícola

 

Funrural de quem é a responsabilidade?

O produtor rural pessoa física deverá realizar o recolhimento (pagamento da contribuição ao Governo Federal) nas seguintes situações:

  • Quando vender para outro produtor rural ou empresa estrangeira
  • Quando vender para consumidor final pessoa física
  • Ou, quando optar por calcular a contribuição pela folha de pagamento

Já a pessoa jurídica (empresa) irá realizar o recolhimento da contribuição nas seguintes situações:

  • Ao vender produção agrícola própria
  • Ao adquirir produção agrícola de produtor rural pessoa física, onde houve retenção de Funrural
  • Ou, quando for produtor rural pessoa jurídica e optar por calcular a contribuição pela folha de pagamento

Nestes casos, o valor da contribuição deverá ser informado na Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social (GFIP).

 

Alíquota Funrural

Agora que você já sabe o que é Funrural, vamos conhecer as alíquotas que devem ser utilizadas para calculá-lo sobre a folha de pagamento ou sobre o valor da produção agrícola.

Se o produtor rural optar por calculá-lo sobre o valor da produção agrícola, irão incidir as seguintes alíquotas:

  • Produtor Rural Pessoa Física: alíquota total de 1,5%sendo 1,2% INSS, 0,1% RAT e 0,2% SENAR
  • Produtor Rural Pessoa Jurídica: alíquota total de 2,05%sendo 1,7% INSS, 0,1% RAT e 0,25% SENAR

Já se optar por calcular o Funrural pela folha de pagamento, irá incidir a alíquota total de 23% sobre o valor dos salários, sendo 20% INSS e 3% RAT, além de outras alíquotas de terceiros como Incra e Salário Educação.

 

Quais são os produtos isentos?

Existem, entretanto é importante informar que estes são isentos de INSS e RAT, a alíquota referente ao SENAR deve ser calculada sobre o valor da folha ou sobre o valor da receita bruta do período. Confira abaixo a listagem de produtos isentos:

Veja o que descreve a Lei 13.606/2018 Artigo 25°, Parágrafo 12º.

“Não integra a base de cálculo da contribuição de que trata o caput deste artigo a produção rural destinada ao plantio ou reflorestamento, nem o produto animal destinado à reprodução ou criação pecuária ou granjeira e à utilização como cobaia para fins de pesquisas científicas, quando vendido pelo próprio produtor e por quem a utilize diretamente com essas finalidades e, no caso de produto vegetal, por pessoa ou entidade registrada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que se dedique ao comércio de sementes e mudas no País.”

 

Você sabe qual é o perfil de profissional mais procurado pelas empresas?

 

Folha de pagamento

Na prática, o contribuinte que optar pela contribuição sobre a folha de pagamento deverá formalizar a opção através da primeira contribuição do ano.

 

Folha de pagamento Funrural

 

Dessa forma, a opção será formalizada na primeira declaração das informações previdenciárias à RFB, que hoje em dia é a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social). Contudo, ela vale para todo o ano-calendário, podendo ser alterada a cada novo início de ano.

 

Têm multas?

Sim. Elas podem variar de 75 a 225% do tributo devido. Sendo assim, a renegociação de dívidas do Funrural deve ser feita pelo PRR – Programa de Regularização Rural, no qual o produtor rural pessoa física e adquirente de produção rural (como frigoríficos, laticínios e cooperativas) pode quitar os seus débitos.

 

Programa de Regularização Rural (PRR)?

Em suma, o PRR é um benefício previsto na Lei nº 13.606 e regulado pela Portaria PGFN nº 29/2018, que tem como objeto a quitação de débitos da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) inscritos em Dívida Ativa da União, de responsabilidade de produtor rural, pessoa física ou jurídica, e de adquirentes de produção rural de pessoa física.

 

Conclusão

O Funrural vem sendo um tema bem discutido gerando uma série de discussões no setor agrícola no decorrer dos tempos. E com isso gerando inúmeras dúvidas sobre o assunto.

Neste artigo podemos entende que o Funrural é um imposto que incide sobre a receita bruta proveniente da comercialização rural.  E seu recolhimento é obrigatório e essencial trazendo benefícios o empregador rural. Como a sua aposentadoria.

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

Gestão Ambiental: Entenda o que é e a sua Importância!

Gestão Ambiental: Entenda o que é e a sua Importância!

Gestão Ambiental: o que é essa formação e como você pode trabalhar com isso? Se você já ouviu falar nesse curso, mas não sabe o que faz um gestor ambiental, vai descobrir agora.

Venha comigo, não fique de fora!

 

gestão ambiental

 

O QUE É GESTÃO AMBIENTAL?

 

De acordo com a Resolução Conama nº 306/2002, gestão ambiental é a condução, direção e controle do uso dos recursos naturais, dos riscos ambientais e das emissões para o meio ambiente, por intermédio da implementação de um sistema de gestão ambiental.

Trata-se de um método de administração empresarial que tem como foco e prioridade o desenvolvimento sustentável, e trabalha na conscientização de profissionais e organizações, incentivando-os a adotarem comportamentos e práticas administrativas que eliminem ou reduzam consideravelmente o impacto ambiental das atividades corporativas nos recursos da natureza.

Abaixo vamos entender melhor sobre o que é um gestor ambiental e sua importância, e quais suas atribuições no setor empresarial. Além de conhecer melhor sobre a grade do curso.

 

Pós-graduação em Licenciamento e Gestão

 

O QUE FAZ UM GESTOR AMBIENTAL?

 

O gestor ambiental é o administrador do ambiente responsável por manter o equilíbrio entre a conservação dos recursos naturais e a produção econômica de bens e serviços.

É o profissional que gerencia projetos ambientais (elaboração, desenvolvimento e coordenação), implanta ações de controle ambiental, fórmula políticas para certificação ambiental e de saneamento, promove ações de conscientização e educação ambiental, e realiza estudos de impacto ambiental.

 

Gestor Ambiental

 

Para atuar nesse ramo da profissão, o gestor ambiental deve conhecer a fundo as licenças que são exigidas e precisa entender a legislação ambiental vigente.

Isso é importante porque ele será o responsável por fazer todo o controle e análise das atividades que são realizadas. Além disso, também deve atualizar as licenças conforme a necessidade de renovação e fiscalizar se as diretrizes estão sendo cumpridas no decorrer do tempo.

 

COMO SE TORNA UM GESTOR AMBIENTAL?

 

Para atuar profissionalmente nessa carreira, é preciso cursar a faculdade de Gestão Ambiental, que é um curso superior de grau tecnólogo ou realizar alguma especialização no tema.

 Ao contrário da maioria dos cursos superiores, esse tem duração total de 2 anos, nos quais as matérias estudadas são divididas em períodos semestrais.

O aluno tem algumas matérias teóricas necessárias para conhecer sua área profissional, como Legislação e Políticas Ambientais.

Vale destacar que a matriz curricular do curso apresenta matérias com conteúdo das diferentes áreas nas quais o gestor ambiental pode trabalhar. Como Saúde e Educação Ambiental, Gestão de Resíduos e Consultoria Organizacional, por exemplo.

Dessa forma, o egresso do curso superior de tecnologia em Gestão Ambiental está preparado para planejar, implementar e coordenar ações de Gestão Ambiental com foco na preservação do meio ambiente.

Em seguida a pós graduação em Gestão ambiental de dar o título de especialista na área, contribuindo efetivamente no seu currículo e experiência professional.

 

Geoprocessamento e Gestão Ambiental

 

Objetivos do curso de gestão ambiental

Considerando as características do curso de gestão ambiental, podemos destacar como principais objetivos da formação:

  • Capacitação para planejar e executar medidas de diagnóstico e recuperação de áreas degradadas
  • Coordenação de equipes multidisciplinares de licenciamento ambiental
  • Conhecimento das práticas relacionadas à educação ambiental, gestão ambiental e monitoramento da qualidade ambiental

 

MERCADO DE TRABALHA PARA UM GESTOR AMBIENTAL       

 

O mercado de trabalho para a área de gestão ambiental tem se mostrado bastante promissor. Uma vez que empresas se preocupam cada vez mais com a preservação do meio ambiente.

Portanto, o profissional pode atuar em instituições privadas, órgãos públicos e organizações não governamentais, além de zonas rurais.

O comércio e o varejo também representam grandes oportunidades. Afinal, o planejamento sustentável de faz necessário em inúmeros modelos de negócio.

 

guia de carreira gestão ambiental

 

FAIXA SALARIAL DO GESTOR AMBIENTAL

 

Por ser uma área em ascensão, a demanda do mercado por especialistas em gestão ambientais é grande. A remuneração pode variar muito de uma empresa para outra e conforme o nível de conhecimento e experiência do profissional.

De acordo com o site Trabalha Brasil, o salário do gestor ambiental transita entre R$ 2.693,58 (trainee em empresa de porte pequeno) e R$ 17.309,53 (nível máster em uma grande empresa).

Segundo os registros da Catho, a remuneração média da profissão é de R$ 3.584, 58. E, para estágio na área, conforme mostra o portal Vagas.com, o auxílio gira em torno dos R$ 937,00.

 

IMPORTÂNCIA DA GESTÃO AMBIENTAL PARA AS ORGANIZAÇÕES

 

A gestão ambiental é fundamental para toda organização, independentemente de seu ramo de atuação. Isso porque o público e o mercado passam a associar o nome da empresa à preservação ambiental, o que favorece sua imagem perante os clientes e concorrentes.

 

Gestão Ambiental nas empresas

 

As organizações que incentivam a prática deste tipo de gestão podem absorver diversos benefícios. Como a redução de gastos e custos por meio da diminuição do desperdício de água e energia e da reutilização de materiais como papéis e copos recicláveis.

 

ISO 14000

As normas da ISO promovem boas práticas de gestão empresarial e avanço tecnológico, além de facilitar o comércio entre as empresas.

A ISO 14000 apresenta um enfoque estratégico na organização, implementa a definição e realização dinâmica de uma política ambiental. Identifica, examina e avalia de forma sistemática as mudanças ambientais causadas por elementos de produtos, serviços ou atividade da organização.

Também é importante destacar sua flexibilidade e adaptabilidade a qualquer setor produtivo. O incentivo que proporciona para melhoria da performance ambiental e a contribuição para uma visão global e enfoque proativo da organização.

Nesse sentido, o gestor ambiental será o responsável por organizar os procedimentos do trabalho de acordo com as normas da ISO e garantir que sejam os mesmos cumpridos na rotina organizacional.

 

CONCLUSÃO

 

Portanto a gestão ambiental é sistema que inclui atividades de planejamento, responsabilidades, processos e recursos para desenvolver, implementar, atingir, analisar criticamente e manter a política ambiental.

Se você está pensando em ingressar nessa área, a boa notícia é que o mercado está aquecido, pois as questões ambientais nos últimos anos vêm ganhando seu espaço, e com isso a contratação de profissionais especializados.

 Afinal, a preservação ambiental é um assunto bastante relevante e que deve continuar em evidência por muito tempo.

 

Licenciamento e Gestão Ambiental

Quero mudar de profissão e agora, o que devo fazer?

Quero mudar de profissão e agora, o que devo fazer?

Existem várias razões para fazer alguém mudar de profissão, podem estar em busca de uma remuneração melhor, mais qualidade de vida, mais satisfação com o trabalho, entre outras. E você? Está em busca dessa mudança?

Muitas vezes é preciso tempo e experiência para descobrir o que você gosta e onde as suas habilidades se encaixam, não é mesmo?

Quero mudar de profissão e agora, o que devo fazer?

Mas dar o passo inicial nesta nova jornada profissional pode ser desafiador e muitos sentem dificuldade em saber o momento certo para isso, principalmente se você já possui um currículo com histórico profissional bem rico e extenso. Sendo assim, largar tudo e entrar de cabeça em uma nova carreira pode ser uma tarefa difícil. Por esse motivo preparamos esse artigo com algumas dicas que julgamos importantes para você na hora de mudar de profissão.

 

TENHA EM MENTE ALGUNS PONTOS:

 

Separamos 10 passos para você se organizar antes de tomar essa decisão e acredite elas serão super importantes para você, veja:

Uma boa estratégia

Um plano de transição bem formulado é a base fundamental para uma mudança bem sucedida.
Por isso, antes de iniciar qualquer etapa do seu plano de mudança de carreira, tenha clareza do que você gostaria de obter com a mudança. Que tipo de trabalho gostaria de ter, quanto gostaria de ganhar, onde deseja morar. A partir desses objetivos, defina metas atingíveis, com prazos para realização.

https://materiais.agropos.com.br/perfil-profissional

A perseverança

Dificilmente a mudança acontecerá da noite para o dia. Você precisa estar preparado para continuar caminhando mesmo quando a frustração e o desânimo aparecerem.

O conhecimento

Não é segredo algum que as organizações andam mais exigentes com relação aos profissionais que querem contratar. Elas querem colaboradores que estão sempre em busca de aprendizado e atualização, para acrescentar a equipe ainda mais. Nesse sentido, lembre-se de que uma mudança de carreira envolve necessariamente o aprendizado e o domínio de uma junção de conhecimentos teóricos e competências técnicas e práticas, além de que a concorrência está cada vez mais qualificada, mantendo alto o nível de competitividade no mercado de trabalho.
A especialização surge, então, como uma forma de se preparar para atender às demandas das empresas com eficiência.

https://materiais.agropos.com.br/ebook-ensino-a-distancia-conheca-os-desafios-e-avancos-dessa-modalidade

 

Conheça suas motivações

Entenda a posição que você está atualmente na empresa, quais são seus objetivos e o que você tem paixão e te mantem motivado, depois disso é importante analisar as possibilidades de crescimento na empresa em que está, se já acabaram ou não. A motivação de pessoas no ambiente de trabalho é muito importante, pois é através dela que os colaboradores trabalham felizes, se sentem importantes, e consequentemente produzem melhores resultados.

Atenção ao cenário econômico

Antes de concretizar a mudança de emprego, saber como está a situação econômica do país e pesquisar sobre o mercado são passos fundamentais.
Procure saber como estão as perspectivas de crescimento para sua área de atuação nos próximos anos, o que é preciso fazer para se destacar entre os demais profissionais do ramo e se o momento econômico favorece essa mudança.

Faça uma análise dos seus pontos fracos e vantagens

Conhecendo os requisitos da área, agora é hora de realizar uma autoanálise para entender quais são suas forças e fraquezas.

Ter um planejamento financeiro

Se planejar financeiramente é um dos passos mais importantes para a mudança de emprego, devemos considerar que voltar ao mercado pode acontecer rapidamente ou pode demorar um pouco. É recomendável que você se prepare financeiramente para a mudança de carreira.

Para não sofrer com a mudança, tente reduzir suas despesas fixas e economizar para se manter tranquilo enquanto busca recolocação, se não puder fazer isso ainda empregado, ou para complementar o salário inicial da nova carreira. Ou você pode começar a juntar uma boa quantia para essas despesas para se planejar para a fase de transição, você evita passar por apertos e até mesmo ter que fazer dívidas

Análise salário e benefícios

Salário e benefícios, claro, também têm seu peso nessa decisão. Leve em conta o que você tem no momento e qual é seu objetivo financeiramente, e avalie as possibilidades e propostas nessa mudança.

Ampliar contatos

Mudar de profissão é um processo menos complicado quando se pratica o Networking. Contando com uma rede sólida de contatos profissionais atualizada sobre sua situação é mais fácil que nesse círculo de relacionamentos você consiga indicações para vagas de emprego, parcerias ou mesmo se aproximar oportunidades para se capacitar.
A rede de contatos deve ser trabalhada sempre, mesmo quando se está empregado.

Superar o medo de mudanças

Muitas pessoas até querem mudar de profissão, mas se forçam a permanecer no mesmo trabalho até o momento de aposentar porque têm medo de falhar. Por isso, preferem não se arriscar ou perder alguns fatores como o financeiro por exemplo. É preciso ter em mente que embora o medo de mudanças seja algo comum ele não deve impedi-lo de seguir com os seus objetivos.

https://agropos.com.br/

 

CONCLUSÃO

 

Ter uma vida profissional próspera e saudável é que sempre desejamos para nossas carreiras. Em primeiro lugar, perceber o ambiente de trabalho, sua cultura, valores e o quanto está alinhado com as suas expectativas é fundamental. Trocar de área faz sentido se estiver alinhado com seu propósito de vida. Isso exige uma alta dose de autoconhecimento.

Tome cuidado para não fazer um movimento impulsivo. Muitos profissionais tomam decisões apressadas que são fundamentadas em dificuldades pessoais, modismo ou num salário mais atraente. É muito fácil se frustrar nesses casos. O talento é tão importante quanto o desejo. Portanto, análise com cuidado quais são suas habilidades e seu estilo de vida, e se esses fatores estão em sintonia com a opção em mente.

É importante construir uma boa rede de contatos, alguns eventos são ótimos para isso. Avalie a demanda do mercado e definas seus objetivos e metas. Uma transição de carreira gera custos que devem ser considerados, leve em consideração seus recursos.

Esperamos que essas dicas tenham ajudado de alguma maneira. Abraços!

https://agropos.com.br/metodologia/

Descubra como Agregar Conhecimento Profissional!

Descubra como Agregar Conhecimento Profissional!

Atualmente, o mercado de trabalho está muito concorrido e competitivo. Existe muitos profissionais extremamente qualificados e disponíveis para contratação a todo o momento.

Por esse motivo é importantíssimo agregar valor na empresa que está trabalhando.

Outro fator decisivo será a sua capacidade de desenvolver certas habilidades nos profissionais ao seu redor. Isso porque, hoje em dia, mais do que conhecimento técnico e operacional, uma empresa, para obter bons resultados, precisa de colaboradores que ajudem a organização a crescer, por meio de competências comportamentais, que vão desde liderança até saber trabalhar bem em equipe.

 

Como agregar conhecimento profissional

 

Um bom profissional é aquele que possui uma série de habilidades técnicas, pessoais e interpessoais de forma direta com seus objetivos. Crescer profissionalmente requer muito empenho, dedicação e planejamento.

Nesse artigo vamos abordar algumas dicas que você pode seguir para conseguir se destacar ainda mais:

Ter proatividade.

Hoje em dia muito se fala sobre proatividade e as vantagens de ter alguém com essa característica no trabalho.

As empresas esperam que os profissionais sejam cada vez mais proativos no dia a dia, para que assim os processos da organização ganhem ainda mais agilidade e os resultados extraordinários sejam verdadeiramente alcançados. E como posso ser proativo?

Não espere receber ordens, execute as atividades sem esperar que lhe peçam, busque novos desafios, para solucionar diferentes problemas e conseguir melhores resultados, antecipe as situações, esteja preparado para lidar com elas antes mesmo de acontecerem.

Mas a intenção não é passar por cima dos colegas ou gestores e sim tomar a iniciativa e aprender a lidar com situações desafiadoras de forma ágil e com maestria, vista a camisa as empresas.

Você também dever estar sempre pesquisando, buscando coisas novas, realizando cursos, especializações para agregar ainda mais valor à sua atuação profissional e aos resultados que se esperam.

 

Ensino a distancia

 

Possuir uma excelente comunicação

Saber comunicar-se bem é um dos quesitos essenciais para qualquer profissional que deseja alcançar destaque no mercado de trabalho.

Expressar-se de modo claro e direto facilita a compreensão do ouvinte e transmitir de forma clara o que se quer dizer minimiza as chances de erros, melhora a dinâmica de trabalho entre os colaboradores de uma equipe e ajuda a manter o fluxo de demandas.

Para desenvolver esta habilidade, comece a prestar atenção na sua forma de se comunicar ao interagir com colegas. Para isso é fundamental saber ouvir, escrever e entender as pessoas.

Ter liderança e bom desenvolvimento de trabalho em equipe.

A liderança não é uma habilidade exclusiva que aparece apenas em gestores, os líderes natos podem aparecer em qualquer situação.

Já o trabalho em equipe é responsável por tornar a resolução de problemas colaborativa e possibilitar grandes chances de sucesso.

Por isso, trabalhar em conjunto é uma habilidade que deve ser desenvolvida sempre, desde os primeiros anos de carreira.

Para fazer a diferença é preciso saber liderar e trabalhar em equipe. Bons líderes trabalham juntos, motivam a equipe e a impulsiona na direção certa e para os objetivos da empresa.

 

o perfil mais procurado pelas empresas

 

Ser uma pessoa motivada.

A motivação de pessoas no ambiente de trabalho é muito importante, pois é através dela que os colaboradores trabalham felizes, se sentem importantes, e consequentemente produzem melhores resultados.

Ela faz com que encaremos o dia a dia com entusiasmo, garra e força de vontade, mesmo diante de toda correria e atividades desgastantes.

É o sentimento que nos direciona, é algo nos impulsiona para frente, ainda que às vezes os resultados demorem um pouco mais ou não haja o reconhecimento que gostaríamos.

Possuir organização e planejamento.

Essas características são importantes, pois por meio delas você é capaz de estabelecer metas e gerir o tempo e sua produtividade.

Além disso, ambientes desorganizados afetam tudo a sua volta, deixando o ambiente carregado. Para conseguir o foco necessário para boas tomadas de decisões você precisa de uma boa organização tanto do ambiente quanto mental.

Estamos acostumados a ter que fazer planejamentos apenas no nosso trabalho ou em situações relacionadas à vida profissional. Porém, saiba que traçar um planejamento pessoal, antes mesmo de definir suas metas de carreira, tem uma grande importância.

Com estratégias bem definidas é muito mais fácil alcançar objetivos e, ainda mais valioso, conquistar o próprio sucesso.

 

conhecimento profissional

 

Ser uma pessoa comprometida.

Comprometimento no trabalho significa ser leal aos propósitos de uma organização.

É isso que ajuda um colaborador a manter seu foco e, consequentemente, atingir os resultados desejados. Comprometer-se com o trabalho significa exigir de si o nível máximo de rendimento e de produtividade.

Com isso em mente você faz mais em menos tempo e se propõe não apenas a entregar o seu melhor, mas a se ver como um fator importante no meio que trabalha.

O comprometimento não é exclusivo da capacidade de cumprir prazos ou de ser pontual em reuniões e interações na sua área. Hoje, a demanda é por profissionais comprometidos com o objetivo da organização, com as metas de crescimento, com as novas possibilidades de negócio que surjam conforme os pedidos de clientes.

Por isso, é fundamental permanecer proativo e atualizado com o mercado e com os próximos passos da empresa.

 

metodologia Agropós

 

Possuir uma postura multidisciplinar.

A capacidade de adotar uma postura multidisciplinar é saber relacionar o conhecimento que você possui com outros assuntos, igualmente importantes para o funcionamento da empresa que está trabalhando.

Na hora de tomar decisões, é vantajoso ter uma visão global para entender os resultados das ações do negócio.

 

Buscar conhecimento sempre!

Desenvolver estas capacidades faz parte do crescimento pessoal de todo profissional alinhado com as mudanças do mercado. Conforme se avança na carreira novas oportunidades aparecem, e é preciso estar preparado para elas.

Para ter sucesso profissional, é preciso buscar a qualificação e se aprofundar nos estudos para conseguir um espaço no mercado de trabalho.

E quando falamos em espaço, estamos nos referindo às melhores vagas, aquelas que oferecem melhores condições de trabalho e com os mais altos salários.

Existem muitas outras habilidades, como estas, que você pode desenvolver para te ajudar a alcançar o sucesso nos negócios, seguindo essas habilidades, a chance de agregar valor na empresa é muito maior e, consequentemente, você será mais valorizada por isso.

Esperamos que essas dicas tenham ajudado de alguma maneira. Abraços!

 

https://agropos.com.br/

Está em busca do primeiro emprego? Isso é para você!

Está em busca do primeiro emprego? Isso é para você!

Se você está em busca do primeiro emprego, se seu objetivo é aprender, adquirir experiência para crescimento profissional e pessoal, e principalmente conquistar a independência, então você está no lugar certo!

Dar início à carreira profissional é um grande desafio, não é mesmo?

 

Como conseguir o primeiro emprego?

 

Por esse motivo preparamos esse conteúdo para te ajudar a entender tudo sobre o que fazer na hora de procurar o primeiro emprego.

Para muitos jovens que, apesar de possuírem muita energia e vontade de aprender, a busca do primeiro emprego é um beco sem saída, muitas vezes são eliminados nas entrevistas de emprego por falta de experiência.

E aí, quando não enxergam nenhuma alternativa ou solução para vencer esse impasse, acabam perdendo a motivação e deixando a busca de lado.

Além de você, centenas de outros jovens também estão na corrida pelo primeiro emprego. É preciso se destacar e fazer a diferença no meio de tantos outros. Veja a seguir algumas dicas que pode ajudar a conseguir o emprego dos sonhos:

 

O primeiro passo é buscar qualificação.

É possível se qualificar em várias áreas de atuação, desde cursos da área agrícola, florestal ou até mesmo na área ambiental. Para ter sucesso profissional, é preciso buscar a qualificação e se aprofundar nos estudos para conseguir um espaço no mercado de trabalho.

E quando falamos em espaço, estamos nos referindo às melhores vagas, aquelas que oferecem melhores condições de trabalho e com os mais altos salários.

  • A qualificação profissional vai te ajudar a:
  • Conseguir uma posição no mercado de trabalho;
  • Conquistar promoções dentro de uma boa empresa;
  • Melhorar a condição salarial;
  • Sair de cargos menores e ir para cargos mais influentes.

 

Como conseguir mais qualificação profissional?

 

Como conseguir mais qualificação profissional?

 

Para conseguir a tão sonhada vaga, é preciso ter vantagem competitiva, fazer a diferença no meio, uma vez que outros profissionais também terão força na luta pelas vagas mais requisitadas.

O mercado está cada vez mais exigente e, muitas vezes, só o diploma não é o suficiente. Em busca de novas oportunidades e crescimento dentro das empresas, muitos profissionais investem em cursos de especialização e qualificação. Para isso você pode:

 

Fazer uma graduação

Atualmente a formação superior deixou de ser um fator diferencial e é considerada como requisito básico para conquistar uma vaga. Sem ela, muitas empresas nem consideram o seu currículo.

A graduação por si só não garante o sucesso profissional. Mas sabemos que sem ela é praticamente impossível que ele aconteça.

A graduação é o primeiro e importante passo para a construção de uma trajetória profissional de sucesso, onde o profissional define o que pretende estudar e adquire os conhecimentos necessários para atuar na área escolhida.

Um quesito básico para concorrer a muitas vagas que se abrem no mercado. Você pode escolher entre dois níveis de formação: o de bacharelado e o de licenciatura. Nessa fase o profissional está no mesmo degrau de vários outros, mas já pode conseguir bons empregos.

 

ensino a distancia

 

Fazer uma pós-graduação.

Quem já concluiu a faculdade, a próxima etapa para aperfeiçoar os seus conhecimentos é a pós. É na sequência de seus estudos que o profissional começa a se diferenciar dos demais. Você pode escolher entre fazer um curso Lato Sensu ou Stricto Sensu.

O primeiro se refere a uma especialização de determinada área que você já trabalha ou deseja atuar. Já o segundo se restringe ao campo da área acadêmica como os mestrados e doutorados. Com os conhecimentos adquiridos na faculdade, ele já pode aprofundar seus estudos em algo que seja mais específico.

Uma pós-graduação atende a diferentes perfis e objetivos e pode ser um importante diferencial, desde que seja compatível com a graduação realizada.

 

Fazer um curso tecnológico.

Assim como os cursos de bacharelado e licenciatura, os tecnológicos também são voltados para a formação de nível superior, porém oferecidos em um período mais curto, eles podem ser presenciais ou a distância.

Esses cursos, na verdade, foram criados para atender às atuais demandas do mercado, que estão sempre mudando. Por isso, eles têm um formato mais acelerado e prático.

Devido a isso, os custos são menores se comparados às demais graduações e você ainda, ao concluir o curso também recebe o diploma superior reconhecido pelo MEC.

 

o perfil mais procurado pelas empresas

 

Fazer cursos de extensão.

Os cursos de extensão são uma boa alternativa para quem ainda não se formou, principalmente porque eles não exigem que você tenha concluído a faculdade. Isso não quer dizer que uma pessoa graduada ou pós-graduada também não deve investir nesse tipo de conteúdo.

São conhecimentos extras que podem ser adquiridos para acrescentar ainda mais seu currículo. Eles podem fazer a diferença em determinadas disputas por vagas profissionais, eles demonstram que você buscou aderir outras habilidades e está mais preparado. São um investimento rápido e com um investimento mais baixo.

 

Fazer atualizações frequentes.

Além dos cursos de especialização, é importante também pensar em métodos para aperfeiçoar ou adquirir habilidades.

Cursos de idiomas, por exemplo, costumam ser fundamentais para fazer a diferença no mercado, independentemente da área, nesse campo possuímos outras opções como informática, segurança, fotografia etc.

Temos também os cursos voltados para a gestão de pessoas que são muito bem vistos, pois o relacionamento interpessoal é uma das principais necessidades que um grande profissional deve ter.

 

Guia completo do aluno de Pós-Graduação nos setores ambiental, agrícola e florestal

 

Você deve estabelecer objetivos concretos.

Saber o que quer e onde pretende estar é essencial, principalmente para quem está em busca do primeiro emprego. Defina seus objetivos. Esse deve ser o Norte para sua busca. Uma vez que você define aonde quer chegar, fica mais fácil visualizar o caminho a percorrer, mesmo que ele pareça difícil.

 

Agora é a hora de dar o primeiro passo para o futuro

O seu futuro somente depende de você. Então, reserve um tempo para descobrir o seu perfil profissional e compreender as próprias necessidades para compreender aonde você quer chegar. Creio que já ficou bem claro que é preciso apostar em uma qualificação profissional de qualidade, não é mesmo?

Comece agora mesmo a pesquisar a melhor opção para se qualificar, e para isso nos vamos te ajudar, a AgroPós é uma instituição a distância especializada em cursos de pós-graduação latu-senso, nas áreas agrícolas ambientais e florestais. Essa área é para você? Então venha conhecer qual curso é o melhor para você!

Esperamos que essas dicas tenham ajudado de alguma maneira para você que está em busca do primeiro emprego. Abraços!

 

https://agropos.com.br/