fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

Em algum momento, há cerca de 12 mil anos, os humanos começaram a plantar. A agricultura foi aprimorada ao longo da história e em diferentes partes do mundo. Hoje contamos diversos tipos lavouras, ainda mais em nosso território, que possui grande aptidão agrícola e abrange diversos setores.

Quer saber quais são os 05 culturas mais cultivadas em nossas lavouras?

Sigamos juntos nessa leitura!

 

Lavoura

Fonte: G1/EPTV/TV Grande Rio

 

O impacto do surgimento da agricultura

Pelos registros arqueológicos a agricultura surgiu em uma região apelidada de Crescente Fértil, uma área banhada por rios no Oriente Médio.

Os primeiros grupos de agricultores, através da lavoura, tinham vantagens em relação a seus colegas que apenas caçavam e coletavam plantas.

Eles comiam melhor, se tornaram mais prósperos, numerosos e graças a esse sucesso, a ideia de cultivar o próprio alimento e criar animais para o abate se popularizou.

Trabalhar o solo para realizar o plantio, para fins de obter o alimento foi uma das primeiras preocupações do homem.

As primitivas ferramentas foram construídas toscamente de madeira, ossos e pedras, com elas que se removia um pequeno sulco no solo para o plantio.

Desta maneira, a área que se podia trabalhar e semear era muito limitada.

Porém, há décadas, arqueólogos buscam por vestígios deixados por esses povos, na tentativa de descobrir como a agricultura se desenvolveu e se espalhou por aquela região e mais tarde, pelo resto da Ásia e da Europa.

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

 

A agricultura no Brasil

Desde a época do Brasil colonial, construiu uma vocação para exportação especialmente de gêneros alimentícios, com um cultivo diverso em suas lavouras.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA),  os segmentos com maiores volumes de venda são o complexo da soja (+US$ 6,30 bilhões), produtos florestais  (+US$ 1,30 bilhão) e carnes (+US$ 1,26 bilhão).

Cultivar produtos agrícolas em um país com dimensões continentais têm seus desafios.

O território brasileiro é rico em biomas , e cada região tem particularidades climáticas que favorecem o cultivo de alguns produtos e impossibilitam o de outros.

Mas, para entendermos melhor sobre as principais culturas produzidas em nosso território, vamos conhecer mais sobre as formas de se conduzir uma lavoura.

 

Principais tipos de lavoura

 

Lavoura convencional ou tradicional

É feito o trabalho do solo anterior ao plantio com maquinário, que corta e inverte total ou parcialmente o solo.

 O solo é revolvido, o que facilita o rendimento de água, a mineralização de nutrientes, a redução de pragas e doenças em superfície.

Mas também, reduz rapidamente a cobertura do solos, acelera os processos de degradação da matéria orgânica e aumentam os riscos de erosão.

Geralmente, a lavoura convencional implica mais de uma operação com corte e invertimento do solo.

 

Cultivo mínimo ou conservacionista

Implica o trabalho anterior ao plantio com um mínimo de revolvimento de solo.

Proporciona a aeração do solo e acelera os processos de mineralização de nutrientes mas a menor ritmo que no caso anterior.

Ficam mais resíduos vegetais em superfície e ancorados na massa do solo, dessa forma, o risco de erosão é menor.

 

Plantio direto

O sistema de plantio direto é um conjunto de técnicas que consiste em não revolver ou revolver minimamente o solo, onde, o plantio é feito sobre a palhada.

Esse sistema traz diversos benefícios, tais como, maior retenção de água no solo, reduzindo a erosão e perda de nutrientes.

O cultivo em plantio direto pode ser mais lucrativo se realizado corretamente, para isso o conhecimento prévio é de suma importância.

 

checklist software agrícola

 

Agricultura de precisão

Agricultura de precisão (AP) é a forma mais precisa de monitorar as atividades agrícolas, através da utilização de tecnologias avançadas.

A partir de dados coletados das áreas geograficamente referenciadas, se torna possível a implementação da automação agrícola, além de tornar mais assertiva a tomada de decisão.

Embora, tenha chegado no Brasil no início dos anos 90, por meio da utilização de máquinas agrícolas com receptores GNSS (Global Navigation Satelite System).

Hoje se tem visto cada vez mais forte a utilização das mais diversas ferramentas advindas da agricultura de precisão.

Agora que conhecemos os modelos de agricultura disponíveis para o cultivo da lavoura, vamos conhecer as principais culturas que movem o agronegócio brasileiro.

 

Lavoura de soja

Lavoura de soja

 

As 5 culturas mais cultivadas nas lavouras brasileiras

 As pesquisas de órgãos como o IBGE, CONAB e CNA, representam uma importante fonte de dados, para acompanhamento das informações agropecuárias no Brasil.

A seguir vamos explorar um pouco desses dados, para apresentar as 5 culturas que mais são cultivadas nas lavouras brasileiras:

  1. Soja:

Com a expansão do consumo de carne e derivados, o cultivo da soja, usado como alimento para gado de corte, frangos e vacas em lactação, por exemplo, se expandiu nas últimas décadas.

Além da expansão do seu uso na alimentação humana e até mesmo o popular óleo de soja.

O Brasil é o segundo maior produtor de soja no mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. O Mato Grosso é o estado que mais produz o grão, seguido pelo Paraná.

 

  1. Cana-de-açúcar:

Primeira cultura agrícola extensiva usada em solo brasileiro, a cana-de-açúcar  foi a principal responsável por viabilizar economicamente a colonização do país.

Com a cana, são produzidos dois produtos essenciais para a economia mundial: o açúcar, parte indispensável da alimentação humana, o álcool, utilizado nas bebidas alcoólicas como a cachaça ou como combustível para veículos, conhecido como etanol.

O Brasil é um dos maiores consumidores e é o maior produtor do mundo da cana-de-açúcar.

 

solos no brasil

 

  1. Milho:

Com uma ampla variedade de aplicações, desde o consumo humano à pecuária extensiva, o milho, está entre os principais grãos produzidos no Brasil.

O Brasil é o terceiro maior produtor de milho do mundo. Nos dois primeiros lugares estão os Estados Unidos e a China.

O milho é cultivado  em duas safras no Brasil, sendo denominadas, como: safra e safrinha, isso, possibilita ainda mais o seu cultivo em lavouras brasileiras em épocas distintas e consequentemente maior produção anual.

 

  1. Algodão:

Ao lado da soja, é uma das culturas com maior liquidez e rentabilidade, o que favorece o aumento da área plantada.

Estados como Mato Grosso e Bahia contam com as melhores condições climáticas para a produção de algodão. No entanto, a sua produção exige altos padrões de tecnologia e gestão.

Uma vez que, uma dificuldade apontada pelo setor é a infraestrutura de exportação, com problemas que vão de contêineres até a capacidade dos navios para receber o produto.

 

  1. Café:

O Brasil é o maior produtor de café do mundo e a sua produção gira em torno das duas principais variedades, o arábica e o conilon.

A área total cultivada chega a quase 2 milhões de hectares, o equivalente a aproximadamente 3 milhões de campos de futebol, sendo 345 mil hectares em formação e 1,8 milhões de hectares em produção.

Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo são os principais estados produtores.

 

Lavouras 2018

Fonte: MAPA, CNA e IBGE

 

Impacto da agricultura na economia

Vimos nesse artigo como a agricultura impacta na economia nacional e até mesmo mundial, devido parte de sua produção serem destinadas à exportação.

A importância da agricultura é indiscutível, pois é a partir dela que se produzem os alimentos e os produtos primários utilizados pelas indústrias, pelo comércio e pelo setor de serviços, tornando-se a base para a manutenção da economia mundial.

Desse modo, podemos perceber que o meio rural sempre foi a atividade econômica mais importante para a constituição e manutenção das sociedades.

Isso, desde quando as técnicas agrícolas primitivas permitiam a existência de um excedente na produção, iniciando assim, as primeiras trocas comerciais.

Por tanto, é possível concluir que, todas as práticas rurais e urbanas, dependem principalmente do campo, da lavoura.

 

Gestão e Economia do Agronegócio

Juliana Medina