fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

O engenheiro agrícola cuida dos processos de produção agropecuária, levando em conta os fatores ambientais, econômicos e sociais.

Ele projeta e administra técnicas e equipamentos usados na lavoura e pecuária. Estuda e implementa métodos de armazenagem, construções rurais e estufas.

Neste post vamos trazer para você, detalhes sobre essa profissão que tanto colabora com o agronegócio brasileiro.

Boa leitura!

 

Engenheiro agrícola

 

O que a engenharia agrícola?

A engenharia agrícola é a ponte entre a engenharia e agricultura, ou seja, a área que estuda, pesquisa e implanta a tecnologias voltadas para a pecuária e lavoura.

Assim, como em outras engenharias, tem como objetivo otimizar processos e potencializar recursos de uma forma mais específica para o meio rural.

O curso de engenharia agrícola forma profissionais para atuar no agronegócio, buscando novas técnicas de plantio e manuseio das terras, sempre na busca de otimizar os recursos.

Após a conclusão do curso, o engenheiro agrícola poderá desenvolver e executar projetos de construção, mecanização, irrigação, estocagem de grãos e muito mais.

Na pegada da consciência ambiental, o profissional da área também pode trabalhar com projetos de conservação do solo e recursos hídricos.

No mercado de trabalho, o profissional de engenharia agrícola pode atuar em empresas agrícolas em todas as etapas de produção.

Podendo atuar como consultor, trabalhar em indústrias que produzem materiais para o agronegócio, ministrar cursos ou seguir na área de pesquisa e educação.

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

Áreas de atuação do engenheiro agrícola

Vimos acima que o engenheiro agrícola pode atuar em diferentes frentes no agronegócio, uma vez que, esse profissional cuida de todas as etapas de produção agrícola.

Utiliza de seus conhecimentos para desenvolver tecnologias que potencializam os processos e auxiliam na utilização de recursos de forma sustentável.

Dessa maneira, o engenheiro agrícola se faz necessário nos seguintes campos de atuação:

Armazenamento e Processamento de Produtos Agrícolas

Essa área se estende a todos os processos da cadeia produtiva dos produtos agrícolas, incluindo a colheita, transporte, limpeza, secagem, controle de qualidade e armazenamento.

Sempre com foco no desenvolvimento e difusão de tecnologias e inovações para potencializar e otimizar a produção em todas as suas etapas.

Engenheiro agrícola

Construções Rurais e Ambiência

Aqui, o engenheiro agrícola determina e especifica as dimensões de estruturas, a forma de utilização, os materiais necessários para as construções rurais, em geral.

Dando ao profissional a atribuição de assinar a responsabilidade técnica na construção de barragens, sistemas de irrigação e drenagem, estufas, entre outras instalações de sistemas de produção animal e vegetal.

Além disso, faz o controle de poluição das estruturas para tratamento de resíduos orgânicos rurais, manejo de dejetos e saneamento rural.

Energia na Agricultura

Esta área trabalha com a finalidade de buscar soluções para problemas no que se refere à gestão de recursos energéticos no meio rural.

Sendo suas principais atribuições:

  • Aproveitamento de pequenas quedas d’água;
  • Geração de energia a partir da luz solar e dos ventos;
  • Instalações elétricas domiciliares;
  • Cálculo de demanda e distribuição elétrica na fazenda;
  • Dimensionamento de alimentadores;
  • Contato com concessionárias de eletrificação rural;
  • Proteção contra descargas atmosféricas na fazenda.

 

Mecanização Agrícola

O trabalho do engenheiro agrícola aqui é a realização de projetos de otimização e a construção de máquinas e equipamentos agrícolas.

Essas máquinas serão empregadas no preparo do solo, plantio, cultivo, na colheita, no transporte e manejo de produtos.

Também atua na automação de máquinas agrícolas, mecanização da pequena propriedade, implementação e mecânica de solos agrícolas.

Você sabe qual é o perfil de profissional mais procurado pelas empresas?

Meteorologia Agrícola

Na área da meteorologia, o trabalho é focado nos elementos meteorológicos e nas atividades agropecuárias executadas na fazenda, bem como, as variantes climáticas da região.

Sendo apto a quantificar as exigências hídricas para dimensionar e manejar os sistemas de irrigação.

Realiza projetos de otimização de conforto térmico das instalações agrícolas e pecuárias.

Nas estações meteorológicas, pode ser destacada, por exemplo, as condições de umidade do ar para a determinação do tempo de secagem dos grãos.

Engenheiro agrícola

     

Recursos Hídricos e Ambientais

Nessa área, o engenheiro agrícola realiza a gestão dos recursos naturais, incluindo a avaliação, criação e implementação dos projetos de irrigação e conservação da água e solo de bacias hidrográficas.

Participa dos projetos de estruturas hidráulicas para a acumulação, captação, elevação e condução de água.

Também atua controle da poluição e dos impactos ambientais utilizando ferramentas tecnológicas para o tratamento de resíduos gerados nas atividades agroindustriais.

Engenheiro agrícola

Mercado de trabalho para o engenheiro agrícola 

Mesmo com a crise econômica do nosso país, o agronegócio segue aquecido, abrindo vagas para esta área de atuação, pois sempre ouvimos “o agro não para”, e isso é mais pura verdade.

De acordo com o site vagas.com, no cargo de engenheiro agrícola se inicia ganhando R$ 3.113,00 de salário e pode vir a ganhar até R$ 7.317,00 ou mais.

A média salarial para engenheiro agrícola no Brasil é de R$ 6.043,00. Porém, esse valor pode oscilar dentro de cada setor, nível hierárquico e experiência no ramo.

As maiores demandas estão na mecanização agrícola e na área de edificações rurais, principalmente na construção de silos, que são estruturas para armazenamento de grãos.

O mercado também está favorável para quem trabalha com fontes alternativas de energia, como os recursos hídricos e solar, além do solo e saneamento rural.

Neste último caso, o engenheiro projeta estações para tratamento de dejetos agrícolas, minimizando o impacto de seu despejo na natureza.

O engenheiro agrícola encontra trabalho em fazendas, cooperativas, usinas de biocombustível, indústria de máquinas e implementos, dentre outras.

Sem contar também, na área de consultoria, prestação de serviços em instituições de ensino, pesquisa e extensão.

Atualmente, na região Centro-Oeste, devido a forte atividade agrícola, é a maior empregadora do país.

Para quem se interessou por essa área de atuação no agro, busque boas instituições que oferecem essa formação e bons estudos!

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

Juliana Medina