(31) 9 8720 -3111 [email protected]

 

Você já parou para pensar a importância do solo fértil para agricultura e como identificar as principais causas da infertilidade? Neste artigo você encontrará tudo o que você precisa saber.

Solo fértil e a sua importância para a agricultura!

O solo fértil possui grande capacidade de fornecer água e nutrientes às plantas nas proporções adequadas para o seu crescimento e produtividade, mas sua fertilidade pode variar muito, em uma só propriedade agrícola.

Como sabemos, o solo é imprescindível para as atividades agrícolas, contudo é importante frisar que um solo fértil não é necessariamente um solo produtivo pois, além de suprir as necessidades nutricionais as plantas necessitam de solos com boas características físicas e biológicas.

Dessa forma, os aspectos nutricionais do solo são extremamente importantes para o crescimento das plantas, mas também é necessária uma atenção especial para aspectos biológicos e físicos, porque esses influenciam a disponibilidade nutricional.

 

IMPORTÂNCIA DO SOLO FÉRTIL PARA AGRICULTURA

 

Embora, muitos agricultores considerem o solo como uma mera ferramenta para fazer com que a planta cresça, é nele em que se concentram os principais fatores que determinam o futuro daquele cultivo. Uma boa fertilidade do solo é fundamental para se ter um sistema agrícola rentável e sustentável a longo prazo.

IMPORTANCIA DO SOLO FERTIL PARA AGRICULTURA

Um solo produtivo deve ter as características químicas necessárias para que os nutrientes fiquem disponíveis e sustentem o crescimento das plantas, ter equilíbrio nutricional e boa interação entre o solo e os nutrientes.

Solos férteis fornecem níveis ótimos de nutrientes disponíveis para o crescimento das plantas, deixando-as mais vigorosas e sadias, com maior resistência a doenças, insetos, competição com ervas daninhas, seca, frio e solos encharcados.

 

CAUSAS DA INFERTILIDADE DO SOLO

As causas da infertilidade do solo pode está diretamente ligada em diversos fatores como;

  • Uso excessivo de adubos químico, e a não realização da análise do solo.
  • Doses desequilibrada de adubos.
  • Acidez.
  • Erosão do solo, lixiviação, ou volatilização de nutrientes.
  • Redução da atividade microbiana.
  • Compactação do solo.
  • Falta de planejamento agrícola e financeiro.

 

https://materiais.agropos.com.br/checklist-software-agricola

 

 

INDICADORES DA QUALIDADE DO SOLO

Podemos dizer que os indicadores da saúde do solo apresentam um conjunto de informações que são utilizadas para avaliar o comportamento e o desempenho das principais funções do solo, que podem ser físicas, químicas ou até mesmo biológicas.

 

INDICADORES DA QUALIDADE DO SOLO

 

Os indicadores de qualidade do solo devem sempre seguir as seguintes informações:

  • Correlacionar os dados com ecossistemas saudáveis.
  • Integrar os processos e as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo.
  • Serem sensíveis às variações climáticas.
  • Possibilitar a criação de banco de dados para futuras comparações.
  • Permitir o acompanhamento da tendência da saúde do solo.

 Considerando essas três diferentes categorias, podemos destacar os seguintes indicadores:

  • Físicos: densidade, porosidade, textura, compactação, etc.
  • Químicos: pH, capacidade da troca de cátions (CTC), salinidade, etc.
  • Biológicos: matéria orgânica, diversidade de microrganismos, atividade microbiológica, etc.

 

http://materiais.agropos.com.br/webinar-recuperacao-de-areas-degradadas

 

O QUE TORNA O SOLO FÉRTIL?

Nutrientes

Os nutrientes são elementos considerados essenciais, o que significa dizer que fazem parte de pelo menos uma molécula essencial ao metabolismo da planta, como por exemplo, o Mg constituinte da clorofila e o N constituinte essencial de compostos proteicos.

Dessa forma existem pelo menos 17 elementos que cumprem essa exigência e devem ser fornecidos às plantas para que estas germinem, cresçam, floresçam e produzam sementes.

Em função da sua essencialidade para as culturas, os nutrientes são subdivididos em Macronutrientes e Micronutrientes.

Os Macronutrientes são nutrientes requeridos em maior quantidade pelas plantas (da ordem de g/kg de matéria seca da planta) e os Micronutrientes são absorvidos pelas plantas em pequenas quantidades (da ordem de mg/kg de matéria seca da planta).

Tabela 1: Nutrientes e as formas químicas como são absorvidas pelas plantas

Tabela 1: Nutrientes e as formas químicas como são absorvidas pelas plantas

(Fonte: Apostila de Fertilidade do solo- Agropós 2020)

 

Para que uma planta cresça adequadamente é necessário que haja disponibilidade desses nutrientes em proporção adequadas, para conseguir se desenvolver de forma forte e sadia.

Contudo, não são todos os solos que fornecem naturalmente isso ao plantio. Alguns agricultores procuram melhorar os seus solos através de composto químicos e insumos agrícolas para que, a longo prazo, seus produtos se tornem melhores.

Taxa de erosão e Ph

 

O solo pode apresentar dois problemas muito comum. Um deles é o pH, que indica o nível de acidez do solo. Já a erosão, por outro lado, é a degradação da terra.

Quanto mais essas taxas forem elevadas, pior é para as plantações prosperarem. Essas questões são grandes desafios para os agricultores. Por isso, a dica é deixar as taxas de pH e de erosão equilibradas para não prejudicar o seu negócio.

O termo pH (potencial hidrogeniônico) define a acidez ou alcalinidade, os solos possuem pH variando de 3,0 à 9,0. Essa variação é decorrente da região em que está localizado, solos ácidos são aqueles de regiões úmidas, como margem de rios e pântanos (pH < 6,5), são conhecidos como argilosos. Já as regiões ricas em calcário possuem solos alcalinos (pH > 7).

Como a acidez pode interferir na qualidade das plantações? Em geral, as plantas preferem a faixa de pH neutro (de 6,0 à 6,8), este é o chamado ponto de equilíbrio no qual a maioria dos nutrientes permanecem disponíveis às raízes.

 

https://materiais.agropos.com.br/manejo-integrado-plantas-daninhas

 

Análise do solo

 

Para que o agricultor conheça a disponibilidade nutricional do solo é necessário a realização de uma adequada coleta e análise do solo, e com isso propor a recomendação correta de fertilizantes e corretivos, que, por sua vez, serão responsáveis por parte considerável da produtividade da cultura de interesse.

Avaliação de Fertilidade do solo

 

Avaliação de Fertilidade do solo

(Fonte: Solo química, 2019)

 Os objetivos das avaliações de rotina de solos, para fins de fertilidade, são obter informações para serem utilizadas de várias formas, nos quais se destacam:

  • Manter o nível de fertilidade ao nível considerado adequado para a cultura que se deseja implementar.
  • Predizer a probabilidade de se obter respostas lucrativas com o uso adequado de corretivos e fertilizantes.
  • Servir de base para a recomendação da quantidade de fertilizantes, formulados ou não, e corretivos da acidez do solo (calcário ou escórias) a aplicar.
  • Avaliar o estado atual de fertilidade de uma propriedade ou talhão de uma localidade, com o uso de sumários de análises de solo com o objetivo de mapear a área e sua aptidão de uso da terra.

 

Recomendação de Adubação e Calagem

 

Diversos testes podem ser feitos no solo para diagnosticar suas propriedades, com isso em mãos o produtor poderá buscar com ainda mais precisão a recomendação de calcário e fertilizantes químicos ou orgânicos.

É necessário a comparação dos resultados da análise com valores recomendados para a cultura de interesse, de acordo com o tipo de solo, tecnologia que se deseja utilizar e também com a produtividade almejada.

 

Recomendação de Adubação e Calagem

 

Com a análise química do solo é possível estabelecer correções nutricionais do mesmo e, com isso, promover a melhoria e manutenção da fertilidade do solo, levando a um aumento expressivo na produtividade das culturas e qualidade de alimentos.

CONCLUSÃO

 

https://agropos.com.br/pos-graduacao-solos-e-nutricao-de-plantas/

 

O solo é meio no qual as culturas se desenvolvem- se para alimentar e abrigar o mundo. Entender a fertilidade do solo é compreender a necessidade básica para o desenvolvimento das plantas.

A análise da fertilidade do solo quando feita de maneira correta se torna um método indispensável para que o agricultor conheça a carência nutricional do solo que irá trabalhar, onde poderá fazer a recomendação de fertilizante para o sucesso do seu plantio e aumento de produtividade.

Escrito por Michelly Moraes.

Michelly Moraes