fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

A área plantada e a produção brasileira de algodão vêm crescendo expressivamente nos últimos anos.

O maior interesse pela cultura é devido ao número de subprodutos gerados pela cultura e o aumento do preço dos mesmos.

No entanto, a correta implantação da cultura é a chave para o sucesso dos produtores.

A seguir vamos apresentar dicas importantes de como obter uma produção satisfatória e de qualidade

Confira!

 

Cultura do Algodão

 

Importância da cultura do algodão no Brasil e no mundo

O algodão é uma das culturas mais versáteis e da qual se obtém vários produtos, como óleo, alimento animal e fibra têxtil.

O algodão está entre as culturas mais importantes de fibra no mundo. Em média, 35 milhões de hectares de algodão são plantadas anualmente em todo o planeta.

Essa cultura atualmente tem sido plantada por mais de 60 países nos cinco continentes.

O Brasil nos últimos anos tem se mantido entre os cinco principais produtores de algodão do mundo. Ficando ao lado de países como China, Índia Estados Unidos e Paquistão.

Além disso, o Brasil também se encontra entre os maiores exportadores mundiais de algodão, sendo os principais compradores a Indonésia, Coreia do Sul e Vietnã.

Segundo dados divulgados pela Associação dos Produtores de Algodão (Abrapa), nas últimas safras a região Centro-Oeste, principalmente o estado do Mato Grosso tem se destacado na produção nacional.

No entanto para manter esta alta evolução do setor é necessário aprofundar o conhecimento a respeito da cultura do algodão.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

 

O ciclo do algodão

O ciclo da cultura do algodão, dependendo da cultivar, pode variar de 130 a 220 dias.

No desenvolvimento fenológico do algodoeiro existem principalmente duas fases, a vegetativa e a reprodutiva, e podem ocorrer concomitantemente.

A fase vegetativa tem início na emergência da plântula e vai até que seja emitido o quinto ou sexto nó, onde geralmente aparece o primeiro botão floral.

A fase reprodutiva se inicia com o primeiro botão floral visível, que dará origem às flores e subsequentemente aos frutos.

Posteriormente vem a fase de maturação, onde os frutos verdes, denominados maçãs, se tornam maduros e passam a ser denominados capulho.

A fase final do ciclo da cultura tem início com a abertura do primeiro capulho e termina com a aplicação de desfolhantes e/ou maturadores para realização da colheita.

A fase reprodutiva requer muita atenção, pois é nela que será definida a qualidade da fibra e consequentemente o preço final do produto.

 

O ciclo do algodão

Estágios fenológicos do algodoeiro (Adaptado Agroeste)

 

Planejamento da lavoura de algodão

O estabelecimento adequado da cultura é a chave para o sucesso da lavoura.

Por tanto, antes da implementação da lavoura é de extrema importância que o agricultor planeje corretamente como ela será.

O agricultor deve começar com a escolha de um local preferencialmente plano, que permita a fácil mecanização da lavoura.

A cultura do algodão é muito sensível a competição, portanto o plantio deve ser realizado sem a presença de plantas daninhas no local.

Solos compactados, mal drenados e ácidos não são bons para o plantio do algodão, portanto antes de realizar a semeadura, são recomendados um preparo e uma análise do solo.

A análise do solo também irá auxiliar na recomendação da adubação da lavoura, que poderá ser realizada em diferentes momentos, visando suprir as necessidades das plantas.

Outros fatores extremante importantes para a lavoura de algodão são a escolha da variedade e época de plantio.

É recomendado que o produtor escolha variedades adaptadas ao local de plantio, e que sejam resistentes a pragas e doenças e principalmente com alto potencial produtivo.

Já a época de plantio deve ser determinada de acordo com as condições climáticas do local, tomando o cuidado para que a época de chuvas não coincida com a época da colheita, o que pode comprometer a qualidade da fibra.

 

Manejo Integrado de Plantas Daninhas

 

Principais pragas, doenças e plantas daninhas que podem diminuir a produtividade da lavoura

As lavouras de algodão podem ser atacadas por diversas pragas e doenças que acabam comprometendo a produtividade da cultura.

Dentre as principais pragas que acometem a cultura do algodão estão percevejos, lagartas desfolhadoras, mosca branca, ácaros e outros.

No entanto, a considerada principal praga da cultura é um besouro de coloração castanha que ataca os botões florais e as maçãs do algodoeiro, conhecido como bicudo-do-algodoeiro (Anthonomus grandis).

As doenças que atacam o algodoeiro podem ser causadas pelos quatro grupos de fitopatógeno (bactérias, fungos, vírus e nematoides).

A mancha de ramularia, causada pelo fungo (Ramularia areola), é considerada a doença mais nociva à cultura, chegando a reduzir até 35% da produtividade.

 

Tudo o que você precisa saber sobre a mosca branca (Bemisia tabaci)

 

Além das pragas e doenças outro fator que pode diminuir a produtividade da lavoura é o não controle de plantas daninhas.

A invasão de plantas daninhas como capim-colchão (Digitaria horizontalis), capim-pé-de-galinha (Eleusine indica), trapoeraba (Commelina benghalensis), caruru (Amaranthus spp.) e outras, além de competir com a cultura ainda podem ser reservatórios de pragas e doenças.

Por tanto, é fundamental um planejamento assertivo para o controle das pragas, doenças e plantas daninhas. Recomendado que o produtor utilize de mais de um método de controle, visando garantir a boa produtividade.

 

Bicudo-do-algodoeiro

Bicudo-do-algodoeiro (Anthonomus grandis) Colheita e pós-colheita do algodão

 

Colheita do algodão

A colheita do algodão é uma etapa crítica da cultura, pois requer cuidado com a fibra, além de ser uma operação que pode acarretar perdas elevadas.

As colheitas podem sem feitas de duas maneiras, manual e mecanizada, sendo esta última a mais comum nos últimos anos.

A colheita mecanizada é vantajosa pois é realizada com maior rapidez, os custos operacionais são reduzidos e há melhoria na qualidade do produto colhido.

No entanto alguns fatores como regulagem, velocidade e tipo das máquinas podem acarretar perdas durante a colheita do algodão. Quer entender um pouco mais sobre essa área, veja nosso conteúdo sobre colheita de algodão.

 

Conclusão

A cultura do algodão é de grande importância no Brasil e no mundo. Sua alta produção e versatilidade, são fatores que tem contribuído para o aumento da área plantada desta cultura.

No entanto, o planejamento e manejo adequado da cultura, são de grande importância para a obtenção de rendimentos elevados.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

Pollyane Hermenegildo
Últimos posts por Pollyane Hermenegildo (exibir todos)