fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

O que é ureia agrícola e qual seu benefício nas plantas?

A adubação é uma das partes mais importantes no cultivo de qualquer tipo de planta, afinal é ela quem fornecerá os nutrientes quem faltam para que as plantas possam crescer. A ureia agrícola é utilizada como um forte fertilizante com a capacidade de atingir um número grande de plantas. Confira, neste post, mais informações sobre esse fertilizante.

 

ureia agrícola

 

O que é Ureia agrícola?

A ureia é um famoso fertilizante sólido muito utilizado para realizar a adubação de plantas em uma maior quantidade e, além disso, com maior eficácia.

Geralmente, possuem a forma de pequenos grãos brancos, que contém na composição aproximadamente 20 a 40% de Nitrogênio. Logo, é o fertilizante sólido com maior nível de concentração da substância, o que faz com que seja muito eficaz para as plantas.

O Nitrogênio é uma peça importante pois quando as plantas possuem pequena quantidade desse elemento acabam perdendo parte do seu vigor. E isso fica perceptível através de sua aparência.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

 

Ausência de Nitrogênio nas plantas

Quando o Nitrogênio está em falta inicia-se o amarelamento das folhas, diminuição do crescimento da parte aérea e das raízes, diminuição do tamanho dos frutos e uma significativa redução da produção.

 

Ausência de Nitrogênio

(Fonte: Terral, 2016)

 

É aí que entra a ureia, utilizada como repositor de Nitrogênio, para que a planta possa recuperar a vitalidade e continuar o processo de desenvolvimento de maneira saudável.

A ureia é considerada um fertilizante nitrogenado. Ou seja, que fornece um tipo de Nitrogênio assimilável pelas plantas.

 

Quais os benefícios de adubação com ureia?

São inúmeros os benefícios que uma fonte de nitrogênio pode ocasionar a uma cultura. Entre eles, destacam-se os seguintes:

 

Revitalização das plantas

Quem lida com plantas sabe que quando suas folhas amarelam e caem, seus frutos também vão sofrer algum baque. Isso pode impactar diretamente a produção, afetando a qualidade do produto e a credibilidade do produtor.

Entretanto, um adubo rico em nitrogênio, como a ureia é capaz de fornecer a quantidade certa do nutriente para que a planta recupere todo o seu esplendor e vitalidade.

 

Nutrição Mineral de Plantas: Macronutrientes.

 

Eficiência nas pastagens

Quando se compara a relação da eficiência da adubação com ureia com a do nitrato, nota-se que ela aumenta com a quantidade de N aplicada, sendo em média de 77%. Analisando essa relação somente para a dosagem de 50 kg de N, que é a mais comum de ser usada, conclui-se que ao longo dos cortes a ureia tem uma resposta na produção de MS de somente 67%, isso prejudicado pelo primeiro corte, no qual a eficiência comparativa com o nitrato foi de apenas 23%.

 

Menores perdas

A ureia contém exatamente 44% de nitrogênio em sua composição, enquanto outros fertilizantes, como o sulfato de amônio, contém cerca de 20%.

Isso significa que, ainda que haja uma perda de 50% do nitrogênio contido em uma saca de ureia, mesmo assim a quantidade aplicada vai sobrepor a uma eventual aplicação da saca de sulfato de amônio.

 

Aplicação de Ureia na cultura do milho

O nitrogênio é um dos nutrientes mais requeridos e de maior custo para a cultura do milho. E sua maior eficiência depende de conhecimentos técnicos e práticos, que proporcionem maior disponibilidade para as plantas.

 

Ureia no Milho

 

A maior reserva de nitrogênio no solo está ligada a matéria orgânica sob forma não diretamente disponível para as plantas e que representa mais do que 90% do nitrogênio total do solo.

As principais formas de nitrogênio, ao redor de 2% do disponível, são o amônio (NH4+) e nitrato (NH3-). Vários processos e mecanismos envolvendo sucessivas reações de ordem bioquímica realizadas por microrganismos fazem parte da transformação do N orgânico em inorgânico.

 

Aplicação

As recomendações atualmente têm se baseado na exigência nutricional da cultura, no histórico da lavoura (culturas anteriores, sistema de rotação adotado), curvas de resposta econômica e na produtividade esperada.

Dentre esses parâmetros, o histórico das lavouras e as curvas de resposta econômica têm merecido especial atenção por parte de técnicos de campo, pesquisadores e agricultores.

 

Aplicação de ureia na cultura do trigo

Dentre as tecnologias recomendadas nos cereais de inverno como o trigo, destaca-se a adubação nitrogenada. Esta técnica é recomendada em função do teor de matéria orgânica dos solos, a produção que se deseja obter, textura e cultivo anterior.

Existem várias fontes de nitrogênio no mercado, onde a ureia é a mais comercializada e utilizada nas culturas. A ureia possui a concentração de nitrogênio (45%).

 

Aplicação

A aplicação da adubação nitrogenada acontece em pequenas doses quando do plantio e de doses maiores em cobertura aplicando entre 20 a 40 dias após a emergência dos cereais.

As doses variam muito de acordo com o teor de matéria orgânica dos solos e a produção que se desejar obter, sendo esses os dois fatores que influenciam diretamente na dosagem.

 

Cultura de Trigo Saudável

 

Alertamos que quando se deseja obter a máxima produtividade da cultura precisamos aplicar mais nitrogênio e isso poderá acarreta a utilização de redutores de crescimento, impedindo que ocorra o acamamento da cultura gerando prejuízos.

A dose a ser utilizada deve ser sempre bem estudada e consultar sempre um técnico e/ou Engenheiro Agrônomo para melhores esclarecimentos das dosagens e fertilizantes a utilizar.

 

Aplicação da ureia no feijão

O feijoeiro apresenta associação com bactérias fixadora de N, porém o que é fixado não é suficiente para o pleno desenvolvimento do feijoeiro.

O nitrogênio é absorvido durante todo o ciclo do feijoeiro, mas em maior quantidade entre o 35º e 50º dia após emergência.

 

Cultura de Feijoeiro Saudável

(Fonte: Celeiro Rural, 2020)

 

Diferente da soja, no feijão somente a fixação biológica de nitrogênio não é suficiente – demandando assim adubação.

Desta forma, normalmente a adubação é feita com ⅓ na semeadura e ⅔ na cobertura de 25 a 30 DAE. As doses de N variam de 40 a 120 kg/ha, dependendo do nível de tecnologia e produtividade esperada.

 

Dicas para usar a ureia

Nunca aplique a ureia com o solo já molhado, como depois de uma chuva, por exemplo. Pois aplicando com o solo já muito úmido, você pode perder uma parte desta sua ureia.

Ela irá evaporar através de uma reação com a água que já estava no solo ou substrato. Então, tente nunca aplicar quando o solo já estiver molhado. Pois desta forma você poderá perder grande parte do nitrogênio presente em sua ureia agrícola.

 

Cultura do Feijão: importância, tipos, fenologia e seus principais manejos.

 

Cuidados na aplicação

É de suma importância ter alguns cuidados no momento de se utilizar a ureia, a fim de evitar danos à saúde. Logo, existem algumas recomendações para a utilização do produto. Tais como:

  • Não fumar, beber ou se alimentar durante a aplicação da ureia;
  • Não aspirar a poeira que sai do produto, pois contém amônia e pode causar danos à saúde;
  • Evitar o contato com os olhos e a com a pele;
  • Estar sempre equipado com luvas e máscaras apropriadas para a aplicação;
  • Nunca aplicar o produto em locais que não possuem boa ventilação.

Esses cuidados já são uma ótima forma de reduzir o risco que a ureia traz consigo. Além disso, todos esses cuidados fazem também com que a pessoa que está utilizando a ureia, consiga se proteger de forma mais efetiva, podendo evitar assim, doenças como a dermatite, irritação ocular, entre outras.

 

Armazenamento do produto

Tão importante quanto a aplicação, é o armazenamento da ureia. Estamos falando sobre um produto corrosivo e que por tal motivo necessita de um local seco.

Para que não aconteça nenhum tipo de problema é preciso armazená-la em locais frescos e de baixa temperatura. Preferencialmente bem ventilados. E principalmente, em locais secos e distantes de fontes de calor ou de ignição.

 

Conclusão

A partir deste post, fica claro que uma planta que possui uma quantidade boa de Nitrogênio terá um desenvolvimento muito mais satisfatório do que uma que tenha quantidades menores.

É exatamente nessa perspectiva que a ureia agrícola deve ser considerada, e posteriormente utilizada como adubo para que o Nitrogênio seja reposto e a planta consiga recuperar sua saúde a vitalidade no processo de desenvolvimento.

Apesar de ser um fertilizante químico potente e fácil de usar, você precisa fazer da maneira correta para que realmente você obtenha os resultados que procura em suas plantas. Em caso de duvidas o ideal e consultar um especialista da área.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

Michelly Moraes