fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

Conhecer o cenário da produção de milho por hectare é indispensável para se traçar boas estratégias, que vão desde a parte financeira até a dos manejos feitos no campo.

 

produção de milho por hectare
(Fonte: Anba, 2019)

 

O milho atualmente é a cultura mais produzida no mundo, atingindo nos últimos anos uma produção mundial na média de 1,1 bilhões de toneladas.

Os Estados Unidos são o maior o produtor mundial de milho, seguido da China e do Brasil.

Essa grande magnitude da produção de milho se deve ao fato desse cereal ser empregado em uma série de outras cadeias da agroindústria.

Como exemplo, podemos citar os setores de produção de ração animal, biodiesel e seu emprego na alimentação humana.

O Brasil contribui com 11,5 % do total mundial, tendo produzido 98,5 milhões de toneladas de milho na safra 20/21.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

 

Cenário que poderia ser ainda melhor, se considerarmos o histórico de boas produções que temos com o milho.

As previsões de aumento da produção em 19,8% para a safra 21/22, que pode atingir cerca de 118 milhões de toneladas de produção de milho.

A expectativa de melhora do cenário produtivo do milho não depende somente de boas condições climáticas.  Mas também de ter boas informações da sua cultura de interesse.

Desde entender questões sobre envolver seu mercado produtivo até mesmo estar por dentro de assunto mais técnicos da planta como suas épocas de plantio.

Isso certamente vai te ajudar a entender a dinâmica de produção e do mercado do milho. Sendo assim recomendo a leitura do seguinte texto: Quais são as épocas de plantar o milho?

Mas quando o assunto é entender a cadeia de produtiva do milho é indispensável estar por dentro das definições e aspectos como produção, produtividade, área plantada.

 

Produção e produtividade são a mesma coisa?

Produção ou produtividade não se referem a mesma coisa. Sendo isso não raro de se confundir.

Assim, para que não tenhamos problemas de entendimento das discussões trazidas aqui vamos diferençar cada um desses conceitos.

Produção faz menção a quantidade absoluta de produto produzido, o que geralmente expressa suas quantidades em unidades de massa.

Sendo a produção um bom parâmetro para se trabalhar com questão de oferta e demanda dos mercados. Assim como medir os estoques de recursos de cada país, por exemplo.

Já a produtividade é um conceito que traz uma ideia mais relativa, pois se leva em contra dois fatores, a produção e área em que se obteve tal produção.

Sendo a produtividade um bom índice para analisar e comparar cultivos de milho distintos em relação alguns aspectos contrastantes de condições climáticas ou manejos, por exemplo.

 

Checklist agrícola

 

Qual a produtividade média de milho no Brasil?

Antes de responder à pergunta desse tópico do texto é importante pontuar que a produção de milho é dividida em dois momentos. Conhecido também como 1ª e 2ª safra.

Sendo assim haverá uma produtividade média dentro de cada situação e momento de produção de milho no Brasil.

Mas para responder essa pergunta de maneira mais objetiva utilizaremos dos dados fornecidos pelo observatório agrícola da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).

Onde o 9º levantamento referente a safra de 2020/21 aponta uma diminuição de 12,3% da média de produtividade do país atingindo 4,858 kg/ha.

Redução que se justifica devido a condições de climas adversas durante esse ano, que acabou atrasando operações de semeadura e colheita.

Sendo a primeira safra impactada pelo atraso das chuvas onde assim muitos produtores optaram pelo plantio de soja.

Já para o cenário da segunda safra de milho as projeções produtivas são baixas devido as condições de seca nos principais estados produtores.

Assim como a previsão de um inverso mais rigoroso o que aumenta a preocupação dos que desejam produzir milho segunda safra.

 

Qual a maior produção de milho por hectare?

Tomando como base os dados presentes no sétimo levantamento realizado na safra 2018/19. Podemos responder a essa questão quanto a produtividade do milho considerando as safras e macrorregiões do Brasil.

Dessa forma falaremos inicialmente de como é o cenário dos melhores índices da produção de milho no Brasil na primeira safra.

Onde as regiões sul e centro-oeste se destacam atingindo 7,57 e 8,10 kg/ha de produtividade, índices maiores do que a média do país (5,27), no momento em questão.

Contudo, tais índices de produtividade não refletem necessariamente nesse momento de primeira safra em uma produção elevada, a qual atingiu 25,87 mil toneladas de milho.

Mapa da distribuição da produção total de milho no Brasil safra 2018/19 (Fonte: Conab).

Mapa da distribuição da produção total de milho no Brasil safra 2018/19 (Fonte: Conab).

 

Já quando analisamos os mesmos parâmetros só que dessa vez para o milho produzido de segunda safra, podemos constatar o seguinte cenário produtivo.

O centro-oeste e sul ainda seguem com os maiores índices de produtividade com 5,93 e 5,71 kg/ha, respectivamente.

E que apesar de serem valores menores de produtividade em comparação com os índices vistos para a primeira safra. A produção total de milho acaba sendo maior atingindo 68,13 mil toneladas de milho.

Esse fator se justifica também devido ao fato do milho de segunda safra ser plantado em uma área total de 12,23 mil/ha, praticamente três vezes mais da área planta na primeira safra.

Podendo isso também estar relacionado com a dinâmica de mercado e manejo de outras culturas, assim como também menores riscos de se plantar milho segunda safra, por exemplo.

Na verdade, existe mais uma série de fatores que poderiam ser citados aqui vão e que também interferir nos índices de produtividade de sua lavoura de milho.

 

Nutrição Mineral de Plantas: Macronutrientes.

 

Aspectos que interferem na produção de milho

O milho, assim como outras culturas, pode ser entendido como um empreendimento a céu aberto.

O que o faz completamente vulnerável as condições e variações climáticas. Que nos priores dos cenários pode causar a perda total da produção e consequentemente todo o investimento realizado.

Por isso, estar munido do máximo de informações e boas ferramentas são essenciais para que se diminuam os riscos de perda de produção.

Assim uma das primeiras ferramentas que podemos citar nesse aspecto são documentos que trazem o zoneamento agrícola da cultura de interesse.

O qual tem o objetivo de diminuir os riscos relacionados ao clima, apontando quais as épocas que cada região produtiva apresenta as condições climáticas para o cultivo do milho, por exemplo.

 

produção de milho por hectare

(Fonte: BBC, 2017)

 

Da mesma forma que podemos realizar previsões que analise a viabilidade econômica de ser realizado o plantio ou não do milho, dentro de uma faixa de custo da produção de milho por hectare.

O qual deve ser confrontando com o custo previsto para venda no mercado.

Outro ponto em que saber analisar ao menos as previsões básicas do mercado pode ajudar.

Da mesma forma que é indispensável ter um plano de manejo o mais completo possível que integre da maneira econômica e abrangente as mais diferentes decisões dentro de cada aspecto produtivo.

Pois de nada vai aditar se você investir em uma semente com boas qualidades de genética se o seu plano de manejo de adubação não estiver bem regulado e otimizado.

O qual por sua vez pode interferir na sanidade da sua lavoura e assim contribuir para a ocorrência de pragas e doenças as quais refletem em perdas produtivas.

 

Conclusão

Espero que após a leitura desse artigo você não se confunda mais quando estiver falando ou analisando a produção de milho por hectare, ou produtividade de culturas importantes.

Assim como é indispensável ser considerado o máximo de fatores que vão afetar a produção de milho.

Se quiser ler mais artigos como esse e de outros assuntos de seu interesse continue navegando em nosso blog.

E deixe seu comentário abaixo sobre o que achou desse conteúdo.

Além de acompanhar todas as novidades através do perfil da Agropós do Instagram e outras redes sociais.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

João Verzutti