fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

É cada vez mais importante conhecer a cultura de citros, uma das atividades agrícolas mais importantes do Brasil. Neste artigo preparamos tudo que você precisa saber sobre o assunto do contexto histórico até o cultivo, e doenças.

Venha Comigo!

 

citros

 

 

O Brasil é o maior produtor de laranja do mundo e o maior produtor e exportador do seu suco. Considerado os citros como um todo, o Brasil está em segundo lugar em produção, sendo a China a maior produtora de citros do mundo.

A maior produção de citros está concentrada nos estados de São Paulo e Minas Gerais, o chamado cinturão citrícola. Na sequência, os estados da Bahia e Sergipe são outros grandes produtores de citros. 

Assim como em qualquer outra cultura, produzir citro de qualidade não é uma tarefa fácil. Por isso preparamos esse artigo, com todos informações necessárias para te ajudar em sua cultura.

 

 

Contexto Histórico do Citros

São originários principalmente das regiões subtropicais e tropicais do sul e sudeste da Ásia, incluindo áreas da Austrália e África. Foram levados para a Europa na época das Cruzadas.

Por volta de 1530, os portugueses introduziram as primeiras sementes de laranja doce nos Estados da Bahia e de São Paulo. Dadas às condições ecológicas favoráveis, as plantas produziram satisfatoriamente, e as frutas já eram de excelente qualidade.

Mas somente a partir de 1930 é que a citricultura começou a ser implantada comercialmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, e posteriormente se espalhou por todo o país.

A produção mundial de citros é de aproximadamente 102 milhões de t por ano, e é oriunda de extensa área cultivada, com 7,3 milhões ha, que supera em grande parte outras fruteiras tropicais e subtropicais como banana, maçã, manga, pera, pêssego e mamão.

Os maiores produtores de laranjas são o Brasil e os Estados Unidos, que juntos representam cerca de 45% do total mundial.

 

 

Maior espécie cítrica do Brasil

As laranjas representam a principal espécie cítrica cultivada no País. A pujança da produção brasileira deve-se ao grande mercado mundial de exportação de suco.

 

citros

 

Com o conhecimento das qualidades nutricionais, a demanda para o suco cítrico tem crescido. A produção de citros in natura para o mercado interno e externo tem-se destacado pela crescente necessidade da melhoria da qualidade dos frutos.

No caso do mercado interno, além do consumo da fruta, destaca-se a demanda de laranjas, tangerinas e limões para o preparo de suco fresco.

Para o Tahiti e o Galego, junto com o uso culinário dá-se também o consumo misturado à cachaça no preparo da “caipirinha”.

 

Características do citros

Suas árvores, de porte médio, atingem em média quatro metros de altura; a copa é densa, de formato normalmente arredondado.

As folhas são aromáticas, assim como as flores, pequenas e brancas, muito procuradas pelas abelhas melíferas e matéria-prima da água de flor de laranjeira.

Os frutos são ricos em vitamina C; possuem ainda vitaminas A e complexo B, além de sais minerais, principalmente cálcio, potássio, sódio, fósforo e ferro.

 

Importância do citros para nutrição humana

A vitamina C presente nos citros auxilia no fortalecimento da imunidade, ajuda na cicatrização de feridas e queimaduras e é essencial para a saúde das gengivas e prevenção da coagulação sanguínea.

 

suco cítrico

 

As frutas, além de nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo, fornecem também compostos que reduzem o risco de desenvolvimento de doenças crônicas.

Este efeito protetor tem sido atribuído às propriedades antioxidantes, dos quais as frutas cítricas são importantes fontes.

 Além das vitaminas, alguns minerais também estão presentes nesses alimentos, como o potássio, por exemplo, que evita as câimbras e atua no controle da pressão arterial.

 

Plantio de Citros

O cultivo dos citros precisa de cuidados, para que a produção não seja afetada por fatores que podem ser manejados no pomar.

 

citros

 

Os citros são plantas perenes que possuem seu ciclo produtivo em cerca de 20 anos. Para manter-se todo esse período no campo e produzindo de forma rentável, o cultivo dos citros necessita de um manejo eficiente.

 

Veja alguns fatores importantes:

 

Quanto ao clima

A laranjeira, e os outros citros, preferem climas com temperatura entre 23 e 32 °C e umidade relativa do ar alta. Acima de 40 °C e abaixo de 13 °C, a taxa de fotossíntese diminui, o que acarreta perdas de produtividade.

Os frutos produzidos nos climas mais frios, em geral, são mais ácidos e apresentam coloração da casca e do suco mais intensa. Nos climas mais quentes os frutos são mais doces.

 

Quanto ao solo

Solos profundos e permeáveis, com boa fertilidade (pouco ácidos — pH entre 5 e 6 — e com ampla reserva de nutrientes) permitem maior desenvolvimento das árvores e maior produção de frutos.

O plantio de pomares comerciais deve ser planejado com base na avaliação da capacidade de uso da terra para manutenção da sustentabilidade da produtividade.

Assim, a sistematização do terreno (construção de terraços, plantio em nível, construção de canais de drenagem, plantio em camalhões, etc.), o uso da irrigação e o manejo da fertilidade do solo (calagem e adubação) compõem estratégias para otimização da citricultura.

 

Solos no Brasil

 

Quanto ao Plantio

O plantio de citros deve ser feito no período chuvoso ou em outra época desde que exista água suficiente para irrigar ou regar. Evitar plantio nos dias de muito sol.

A definição do espaçamento depende de alguns fatores como o porte da planta, textura e níveis de nutrientes do solo, tratos culturais, culturas intercalares e irrigação.

A escolha de variedades é feita em função da expectativa de comercialização do produto no mercado, quer seja para a indústria ou para o mercado de fruta fresca. São estabelecidos talhões com área de até 10 hectares, onde são plantadas uma única combinação de copa e porta-enxerto, o que viabiliza o manejo, tratos cultuais e colheita.

Em chácara e quintais, é possível plantar árvores de diversas variedades para garantir produção durante o ano inteiro.

 

Plantação de Laranja em Pomar

 

Não existe uma área mínima para o plantio de um pomar. Uma planta no jardim pode trazer momentos bastante agradáveis ao “produtor”.

Contudo , vale lembrar que quanto maior a área, maiores serão os cuidados e investimentos necessários para se colher “bons frutos”.

 

Quanto as Pragas e doenças

A laranjeira e os outros citros são atacados por ácaros, cochonilhas, coleobrocas (besouros que perfuram tronco e ramos), pulgões, moscas-das-frutas, lagartas, cochonilhas e formigas.

As doenças mais comuns são causadas por fungos: verrugose (lesões nas folhas e brotos), gomose (afeta os ramos, raízes e caule), melanose (lesões nos frutos, folhas e ramos), rubelose (ramos e tronco), mancha preta (frutos), e bactérias: cancro cítrico (folhas, ramos e frutos), clorose variegada dos citros (folhas e frutos) e huanglongbing (HLB) = exgreening (folhas e frutos).

 

bolor verde
(Fonte: Agrolink, 2021)

 

A manutenção do pomar em bom estado fitossanitário requer vigilância sistemática e efetiva ao aparecimento de problemas.

Assim, amostragens ou inspeções periódicas (semanais ou quinzenais) devem ser efetuadas nas plantas para detecção de qualquer praga no início de seu ataque. Desta forma, diagnosticado o problema, recomenda-se buscar orientação técnica para tomada de medidas de controle.

 

Fungos causadores de doenças em plantas.

 

Quanto a Colheita

É preciso ter cuidado durante a colheita. Quando o fruto é derrubado no chão, podem ocorrer pequenas lesões e ferimentos provocados pelo contato com grãos de terra ou areia.

Mesmo quando microscópicos, esses ferimentos podem facilitar a entrada de fungos e bactérias que causarão o apodrecimento precoce do fruto.

 

Conclusão

É indiscutível que o citros tem um grande importância econômica, e possuem propriedades benéficas tanto para os seres humanos, como para os insetos como as abelhas e outros animais que se alimentam do seus frutos. Mas para o cultivo dessa cultura é preciso analisar alguns fatores importante.

Neste artigo ressaltamos alguns pontos importantes para quem planeja iniciar um plantio, espero que tenham gostado.

Lembrando que, em caso de duvidas, o ideal é consultar um especialista na área.

Gostou de saber mais sobre o assunto?  Deixe seu comentário e acompanhe nosso blog e fique por dentro dos próximos artigo.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

Michelly Moraes