fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

A irrigação já passou a ser um método indispensável para quem trabalha em diversos setores agrícolas. Entretanto, sempre bate aquela dúvida: quais os tipos e como fazer irrigação de pasto da melhor maneira possível? Se você está procurando por um jeito simples de começar a implementar a irrigação de pastagem, então, veio o lugar certo!

 

Irrigação de Pastagem

 

Irrigação de pastagem

A irrigação de pastagens é uma prática que vem se fortalecendo em propriedades leiteiras no Brasil e, se bem planejada e instalada, pode trazer ganhos significativos aos produtores.

Trata-se, assim, de uma importante aliada da fazenda contra a falta de chuvas, contribuindo para que as expectativas de produção e rentabilidade sejam preservadas.

Importante destacar, no entanto, que um sistema de irrigação, por si só, não faz milagres e não reverte condições adversas, como pastos degradados, por exemplo, demandando que o pecuarista, antes de adotá-lo, tome algumas medidas indispensáveis.

Neste artigos vamos abordar alguns tipos de sistema de irrigação mais comuns, e mostrar alguns cuidados importante que deve ser tomado.

 

pós-graduação em Irrigação

 

Vantagens da Irrigação de pastagem

Seja qual for o método de irrigação adotado pelas fazendas, é importante, antes de mais nada, garantir o fornecimento suficiente de água e energia elétrica. Mas, independentemente do método, a irrigação bem planejada apresenta muitas vantagens às propriedades rurais. Confira abaixo:

  • Aumento na capacidade de suporte das pastagens
  • Maior retorno por trabalhar com lotações maiores
  • Atendimento à necessidade de água das forrageiras em período de estiagem
  • Manutenção dos animais a pasto o ano todo
  • Viabilização da adubação das pastagens de forma regular, aumentando a eficiência da adubação, principalmente a nitrogenada
  • Viabilização da utilização da sobres semeadura de forrageiras de clima temperado, o que, como consequência acarreta em:
  • Redução da utilização de volumosos suplementares, o que significa:
  • Redução de custos na produção

 

Importância da Irrigação de Pastagem

pastagem é o sistema de produção mais utilizada nas criações brasileiras de rebanhos e por essa razão oferecer qualidade necessária aos animais, evitando dessa forma possíveis perdas com a nutrição escassa dos planteis.

Para se ter uma boa qualidade na pastagem é fundamental que o manejo e a irrigação sejam feitos, pois a irrigação garante a boa produção em épocas de seca e o manejo adequado evita qualquer tipo de prejuízo as forrageiras.

 

Irrigação para Pastagens

(Fonte: JANA YRES-GEOTECNOLOGIAS, 2014)

 

Vale destacar também, que a eficiência da irrigação depende diretamente do sistema de irrigação escolhido observando as condições do solo, quantidade de água disponível para ser utilizada, área a ser irrigada, dentre outros. Observado esses critérios o agricultor também deve estar ciente dos custos do sistema de irrigação escolhido.

Ao optar pela irrigação de pastagens é importante aderir a algumas demandas que serão fundamentais para ter sucesso nessa aquisição, como:

  • Adequação a mão-de-obra para demandas que irão surgir;
  • Disponibilidade de uma infraestrutura mais adequada às demandas que irão surgir.
  • Melhoria do cercamento e subdivisões do pasto.

 

Sistemas de irrigação mais usados em pastagens

Para pastagens, existem muitos sistemas de irrigação que podem ser utilizados, mas todos dependem de muito fatores para serem postos em prática, como a topografia, o clima, o tipo de solo, os custos por investimento, entre outros.

Vejamos abaixo algumas delas:

 

Solos no Brasil

 

Irrigação através de pivô central

Este tipo de irrigação é um ótimo aliado para pastagens com produção de grande escala, pois possui um grande alcance em áreas extensas. É extremamente vantajosa para acima de 30 hectares.

Com fácil manejo e instalação, este tipo de irrigação é realizada através de um movimento circular ao redor do terreno e conta com energia elétrica ou diesel para o seu funcionamento.

 

Irrigação de Pastagem- Pivô central

(Fonte: EducaPoint, 2017)

 

Apesar de trazer muitos benefícios para o pasto, o sistema de pivô central possui um custo bastante elevado para instalação e manutenção para áreas menores.

 

Irrigação através de carretel enrolador

Esse é o sistema de irrigação mais indicado para pequenos e médios produtores, por causa do rápido retorno sobre o investimento inicial.

Além disso, esse tipo de irrigação não precisa de nenhuma mudança drástica no terreno, apenas instalações dos tubos e do motor.

 

Carretel enrolador

(Fonte: Irrigat, 2019)

 

O mais legal é que a irrigação por carretel enrolador também tem a opção de fertirrigação, que é indicada para o caso das pastagens.

Uma das grandes vantagens do carretel enrolador é garantia de obter área livre na sua lavoura, pois o espaço fica livre de tubos, possibilitando o fluxo de máquinas, pessoas e animais e consequentemente, melhorando o fluxo de trabalho.

 

Irrigação Por Aspersão em malha

No sistema de aspersão em malha, as linhas laterais, de derivação e principal são enterradas, necessitando apenas da mudança dos aspersores.

 

I Aspersão

(Fonte: Giro do Boi, 2020)

 

Com isso, a mão-de-obra é sensivelmente reduzida em comparação com o sistema de aspersão convencional, que necessita de mudança tanto dos aspersores quanto das linhas laterais.

Tem como características principais a utilização de tubos de PVC de baixo diâmetro, que constituem as linhas laterais que, ao contrário da aspersão convencional, são interligadas em:

  • Malha;
  • Baixo consumo de energia;
  • Adaptação a qualquer tipo de terreno;
  • Possibilidade de divisão da área em várias subáreas;
  • Facilidade de operação e manutenção;
  • Possibilidade de fertirrigação e baixo custo de instalação

 

Cuidados a serem tomados na escolha dos sistema

É muito importante que o agricultor tome alguns cuidados andes de escolher o sistema de irrigação. Veja abaixo:

 

Analise o local do pasto que será irrigado

Fazer irrigação de pasto é começar pelo levantamento planialtimétrico da área que passará a ser irrigada. Qual o tamanho da área que será regada? Há desníveis de solo? Há poço perto para auxiliar no processo de irrigação? Essas são umas das perguntas que devem ser feitas durante o período de análise.

 

Saiba o volume de água necessário para a pastagem

Qual é o tamanho da região que será irrigada? Isso irá afetar o volume de água que será usado durante o processo de estiagem, para evitar desgastes desnecessários e desperdícios.

Outra dica é entender bem o solo da pastagem, isso também irá influenciar na quantidade de água que irá consumir.

 

Checklist agrícola

 

Entenda o clima da sua região

Essa dica é válida para todos os tipos de culturas irrigadas, como pastagens, canaviais e até mesmo para cultivos de pastos: saber como o funciona o clima da sua região ajuda a estimar o balanço hídrico e a planejar as demandas fundamentais que a plantação necessita, ainda mais quando falamos de irrigação.

 

Escolha o método que mais combina com o seu cultivo

Essa é uma tarefa bem simples e, com os dados coletados anteriormente, você pode escolher o método de irrigação que mais combina com o seu agronegócio.

 

Conclusão

A irrigação é uma tecnologia que permite produzir forragem de forma mais constante e controlada, minimizando as oscilações nos sistemas pecuários baseados em pastagens –tanto em produção de leite, como de carne.

Quem pretende utilizar essa tecnologia precisa tomar alguns cuidados na escolha desses sistema de irrigação e fazer um planejamento analisando alguns fatores citados no neste post.

Em caso de dúvidas o ideal é acionar um profissional da área para te auxiliar durante todo o processo. Se você gostou desse conteúdo e te ajudou e esclareceu suas dúvidas. Comente e compartilhe em suas redes sociais!

 

pós-graduação em Irrigação

Michelly Moraes