fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

Neste post você saberá mais como acabar com pulgão nas plantas, as alternativas de como combatê-los com ênfase nos métodos ecológicos.

Os pulgões são pequenos insetos capazes de ocasionar danos em plantas e prejudicar o seu desenvolvimento.

Multiplicam-se com facilidade em condições de temperatura alta e baixa precipitação. São principalmente afetados pelas condições nutricionais da planta infestada.

Boa leitura!

 

Como acabar com pulgão nas plantas

 

O que é o pulgão?

O pulgão é um pequenos inseto, que se alimenta sugando a seiva das plantas e se multiplicam com bastante rapidez.

Os pulgões secretam substâncias açucaradas que atraem formigas e favorecem o desenvolvimento de fungos que cobrem a superfície das plantas, dificultando a respiração e a fotossíntese do vegetal.

Alguns podem transmitir doenças às plantas, causando sérios prejuízos econômicos para agricultores em geral.

O pulgão pode afetar toda a planta, principalmente folhas e botões. Os sintomas são: descoloração, amarelamento, enrolamento e enrugamento das folhas, subdesenvolvimento de flores, frutos e de toda a planta.

Das cerca de 4.000 espécies conhecidas, pelo menos 250 causam perdas agrícolas. Eles se alimentam da seiva das plantas, perfurando os vasos condutores.

Além dos prejuízos diretos, os pulgões ainda são transmissores de doenças entre as plantas e favorecem o surgimento de fungos.

 

Pós-graduação em manejo integrado de pragas

 

Seu ciclo reprodutivo é bastante interessante, sendo que nos meses mais quentes do ano as fêmeas produzem outras fêmeas partenogeneticamente, isto é, sem fecundação e de maneira vivípara.

Enquanto no outono, ocorrendo o acasalamento entre machos e fêmeas, e tornam-se ovíparos.

Podem aparecer em qualquer época do ano, mas os períodos mais propícios são a primavera, o verão e o início do outono.

Precisam ser controlados logo que notados, pois multiplicam-se com rapidez.

Os pulgões podem apresentar diversas cores, de acordo com a espécie, entre o marrom, o verde, o amarelo, o vermelho, o cinza e o preto.

Os principais predadores naturais dos pulgões são as joaninhas, mas há inúmeros outros inimigos naturais capazes de predá-los.

 

Fungos causadores de doenças em plantas.

 

Principais danos causados pelo pulgão

Os danos ocasionados pelo ataque do pulgão nas plantas, podem ser diretos, por meio da sucção de seiva e do efeito tóxico da saliva, ou indiretos, pela transmissão de espécies do vírus.

O tipo e a severidade dos danos diretos variam de acordo com a espécie, a intensidade do ataque e o estádio de desenvolvimento da planta no momento da infestação.

No cultivo de hortaliças, por exemplo, os danos diretos são provocados devido ao succionamento contínuo de seiva, que prejudica o crescimento da planta atacada, causando o encarquilhamento das folhas.

O ataque por pulgão em espécies de cereais, tem o poder de reduzir substancialmente a produção de grãos.

 Os efeitos sistêmicos de sua saliva tóxica retardam o crescimento de raízes e prejudicam o perfilhamento.

 

Manejo Integrado de Plantas Daninhas

 

Os principais componentes de produção afetados são números de espigas, de grãos por espiga e peso total de grãos.

Desse modo, os danos causados pelo pulgão é um problema de âmbito mundial, com grande impacto econômico em cereais de inverno.

Uma vez que, a produção de grãos pelo atrofiamento de raízes, redução do perfilhamento e pelo aumento da suscetibilidade do hospedeiro a fungos patogênicos e outros estresses ambientais.

A identificação correta das espécies de pulgões que estão atacando a cultura é a primeira etapa para o sucesso e uso adequado de práticas de controle.

Esta prática implicará na redução de danos diretos e de incidência de viroses.

A seguir podemos conferir os métodos de como acabar com o pulgão nas plantas e na lavoura!

 

Como acabar com pulgão nas plantas

 

Como acabar com o pulgão nas plantas?

Há uma diversidade muito grande de pulgões na natureza, porém há também diversos métodos do seu controle.

Onde podemos destacar as seguintes espécies:

O pulgão-dos-cereais (Schizaphis graminum), pulgão-da-folha (Metopolophium dirhodum), pulgão-da-raiz (Rhopalosiphum rufiabdominale), pulgão-da-espiga (Sitobion avenae), pulgão-da-aveia (Rhopalosiphum padi), pulgão-do-milho (Rhopalosiphum maidis), pulgão-amarelo (Sipha flava), pulgão verde (Myzodes persicae), entre outros.

 

Métodos de controle do pulgão

Abaixo vamos citar os 6 principais métodos de controle que podem ser utilizados para acabar com o pulgão nas plantas:

 

Controle Biológico

controle biológico: É um fenômeno natural entre organismos vivos que formam cadeias de relações complexas entre vegetais (produtores) e as diversas castas de animais (consumidores), resultando em equilíbrio de populações e em comunidades estáveis. Esse controle é realizado principalmente pela joaninha.

 

Caldas naturais

Caldas feitas à base de fumo, cinzas de madeira e calda de sabão são as mais comuns.

 

Controle Mecânico

O controle mecânico  para matar pulgões e também cochonilhas, pode ser feita a eliminação manualmente com ajuda de um chumaço de algodão embebido em uma mistura de água e álcool, ou vinagre, em partes iguais ajuda a retirar os pulgões das folhas. Isso pode ser feito semanalmente.

 

Preparos Homeopáticos

Os preparados homeopáticos, sendo executados com preparados homeopáticos na forma de nosódios, que nada mais é que o bioterápico preparado com o próprio causador do dano, no caso o pulgão.

 

Controle Químico

O controle químico é feito através de inseticidas de ação rápida, de baixo preço e de fácil aplicação, ainda é o método preferido por muitos agricultores. Atualmente, há preocupação quanto à escolha de métodos mais permanentes e menos agressivos ao ambiente, destacando-se as práticas culturais, que facilitem a sobrevivência dos inimigos naturais. Quando o uso de inseticidas for necessário, deve-se dar preferência a produtos seletivos a predadores e a parasitóides.

 

O MIP

O Manejo Integrado de Pragas (MIP)é o conjunto de boas práticas agrícolas que implica no monitoramento da população de insetos e combina métodos e estratégias de controle, visando evitar o dano econômico.

 

Como acabar com pulgão nas plantas

 

A importância do manejo adequado do pulgão

Neste post abordamos que os pulgões são pragas que podem afetar uma infinidade de culturas agrícolas, causando danos diretos ou serem vetores de viroses.

Além disso, indicamos medidas de manejo que podem te ajudar no combate ao pulgão na sua cultura.

Para se controlar o pulgão é necessário primeiramente fazer o monitoramento da sua lavoura e se no início, a realizar a eliminação de plantas hospedeiras.

Uma vez que, os pulgões em geral acabam prejudicando o desenvolvimento da planta.

Isso ocorre devido à sucção de grande quantidade de seiva, além do retardamento do crescimento da planta, ao sugar a seiva ocasionam danos como o encarquilhamento das folhas.

O diagnóstico precoce é importante para a escolha do melhor método de manejo.

Vale lembrar a importância do manejo preventivo deste tipo de praga: Eliminar daninhas, uso de tela anti-afídeo em casa-de-vegetação e armadilhas amarelas atrativas.

O controle biológico deve sempre ser a principal alternativa, favorecendo o equilíbrio e a presença de inimigos naturais como por exemplo joaninhas.

 

Pós-graduação em Manejo Integrado de Pragas

Juliana Medina