(31) 9 8720 -3111 [email protected]

A modernidade tem afetado as mais diversas áreas do nosso cotidiano e a agricultura tem feito parte disso. Dentro desse cenário, o solo calcário tem ganhado destaque, principalmente por contribuir na correção de acidez de solo. Neste artigo vamos aborda tudo sobre esse assunto.

Acompanhe!

 

SOLO CALCARIO

 

Afinal, o que são solo calcário?

solo calcário ou cal são aqueles com um elevado conteúdo de carbonato de cálcio. São solos minerais cuja formação foi condicionada pelo clima.

 

Solo Calcário

Figura: www.diferenca.com

 

Eles foram classificados como calcisóis e são caracterizados por acúmulo secundário de carbonatos e alto teor de silte.

A presença de altos níveis de carbonato de cálcio determina um pH básico. Eles têm baixo conteúdo de matéria orgânica e geralmente ocorrem em áreas áridas ou semiáridas em todo o planeta.

 

https://agropos.com.br/pos-graduacao-solos-e-nutricao-de-plantas/

 

Características

 

Material parental

Os solos calcários se originam associados ao material parental rico em carbonato de cálcio em áreas áridas ou semiáridas. Isso inclui a deposição aluvial, coluvial ou por vento de material calcário.

Pode resultar da erosão de rochas sedimentares calcárias ou de deposições recentes de áreas de lagos secantes.

 

Características físico-químicas

São solos de textura média a fina, com boa retenção de umidade. Em alguns casos, eles podem ter uma alta proporção de partículas de rocha de grande diâmetro.

Eles geralmente mostram alto conteúdo de silte e podem formar crostas superficiais, dificultando a percolação. Eles têm entre 1 e 2% de matéria orgânica. O teor de carbonato de cálcio é igual ou superior a 25%.

 

Solo Calcário 1

 

O conteúdo de areia e argila é variável, dependendo de estar associado a outros tipos de solo. Em associação com os verti sóis, eles terão um maior teor de argilas. Com areia, o conteúdo de areia será maior.

 

Características morfológicas

Solos calcários ou calcisóis geralmente têm um horizonte superficial muito fino (menos de 10 cm) marrom a marrom claro. Siga um horizonte marrom um pouco mais escuro ou amarelado, pontilhado de manchas brancas de calcita.

Em maior profundidade, pode ocorrer uma estrutura de blocos com agregados maiores, geralmente de cor avermelhada ou formada de material parental.

 

Solo calcário e seus benefícios

Uma promessa para ajudar na produção agrícola é o solo calcário. Esse tipo de solo pode trazer benefícios aos profissionais que talvez outros solos não consigam suprir.

Além disso, é um tipo de material que não é considerado tóxico, o que auxilia na sua utilização com maior tranquilidade e sem necessidade de cuidados máximos como quando há contato com outras substâncias.

 

Benefícios do solo calcário

Figura: blog.humberseguros.com.br

 

Justamente por isso, o solo calcário pode ser colocado em ambientes agrícolas que possuam animais, por exemplo, pois não haverá agressão ou qualquer tipo de perigo a eles.

Também é válido usar o calcário no solo para notar os diferenciais que ele agrega, o que é uma experimentação que muitos profissionais realizam com êxito.

 

Solos no Brasil

 

Tipos de Solo Calcário

Além de trazer benefícios como maior produtividade, diminuição de tóxicos, entre outros, para ter uma ideia de como é o solo calcário, é possível observar dois tipos de solo calcário. São eles:

  • Calcário calcítico;
  • Calcário dolomítico.

O calcário calcítico consiste em uma concentração maior de óxido de cálcio. Além disso, ele também promove um teor menor de magnésio. A sua aplicação deve ser feita em solos que estão realmente muito deficientes de cálcio.

Já o calcário dolomítico, por sua vez, possui maior concentração de cálcio e magnésio. Logo, ele é o mais indicado para corrigir solos que possuem uma deficiência maior de magnésio e cálcio.

Após descobrir quais são os tipos de solo de calcário que mais ajudam na agricultura, é possível encontrar outros tipos de solo além do calcário, como:

 

Calagem

Para que a calagem produza os efeitos esperados, deve ser realizada de modo correto. Isso significa que a escolha do calcário e a dosagem a ser utilizada devem ser precisas, assim como sua forma de aplicação adequada às condições climáticas e de solo.

Veja alguns benefícios da calagem:

Além de todos esses benefícios, o calcário aumenta muito a produtividade do solo em que se encontra.

 

 

Quantidade de Calcário

Quando as pressuposições da NC não são plenamente atendidas, deve-se calcular a quantidade de calcário (QC), de modo a corrigir a dose a ser usada. A QC pode ser calculada usando a seguinte fórmula:

Quantidade de Calcário

 

Onde:

  • QC: quantidade de calcário (t/ha)
  • NC: necessidade de calagem (t/ha)
  • SC: superfície coberta com aplicação do calcário (%, 100% para aplicação em área total)
  • P: profundidade de incorporação do calcário (cm)
  • PRNT: poder relativo de neutralização total do calcário a ser utilizado (%)

Quando a quantidade de calcário recomendada é elevada (> 4 t/ha para solos argilosos ou >2 t/ha para solos arenosos), recomenda-se o parcelamento da dose em pelo menos duas aplicações, minimizando os riscos de uma supercalagem.

 

Quantidade de Calcário1

(Fonte: Agropós)

 

Aplicação do calcário

A aplicação de calcário no solo deve ser sempre baseada em análise química de amostras de terra, levando-se em consideração a profundidade do sistema radicular da cultura.

“Após a determinação da dose, o calcário precisa ser aplicado sobre o solo, sendo o ideal a aplicação de 50% da dose antes da aração e 50% entre a aração e a primeira gradagem”, explicam os pesquisadores.

Para as culturas perenes, pastagens ou em sistema de plantio direto pode ser necessária a aplicação de calcário em superfície. Neste caso, é recomendável tomar o cuidado de aplicar a dose parcelada com intervalos de, pelo menos, um ano.

 

Calagem no solo

 

A calagem, no momento do preparo do solo, precisa ser realizada em torno de 60 dias antes do plantio ou semeadura, normalmente com implementos apropriados, podendo ser feita manualmente dependendo do tamanho da área a ser corrigida.

 

Conclusão

O solo calcário possui uma grande importância para agricultura. Pois a aplicação do calcário no solo (calagem), além de corrigir a acidez do solo, também fornece os macronutrientes cálcio (CaO) e magnésio (MgO), neutraliza o efeito fitotóxico do alumínio e do manganês, aumenta a disponibilidade de elementos nutrientes para as plantas, e potencializa os efeitos dos fertilizantes.

Resultados destes efeitos, é um aumento substancial da capacidade produtiva do solo. A composição do calcário agrícola pode variar de carga para carga, já que na natureza sua composição também não é homogênea.

O método mais eficiente e barato é encaminhar amostras do produto a um laboratório e realizar a Análise de Corretivo de Acidez. Assim o produtor poderá fazer uma aplicação correta, para obtenção de resultados positivos.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

Michelly Moraes