fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

Neste post vamos falar tudo que o produtor precisa saber sobre os secadores de café, um dos processos de beneficiamento do produto. Essa prática é um fator muito importante e influência diretamente na sua qualidade final. 

Venha Comigo!

secadores de café

 

A secagem do café é uma etapa crucial, e também uma das mais difíceis de realizar, no processo de produção do café. No entanto, com a utilização do secador de café, ferramenta inovadora e tecnológica, tudo ficou mais simples.

Apesar da tecnologia está disponível no mercado há muito tempo, algumas fazendas continuam realizando a secagem no terreno, mas isso acaba por expor os grãos em excesso, diminuindo a taxa de secagem.

Com isso, os frutos sofrem aceleração de fermentação e a qualidade do café fica comprometida. Abaixo vamos conhecer melhor sobre os secadores. Vamos lá!

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

 

Técnicas da Secagem do Café

Há três técnicas adotadas para realizar a secagem do café. Sendo elas:

 

Secagem do café em terreiros

Na secagem em terreiros também chamada de secagem natural – o processo é realizado em áreas com incidência solar. A secagem em terreiros é feita em espaços planos cobertos de cimento, asfalto ou terra batida.

 

secadores de café

 

Nessa técnica, os frutos são dispostos em uma cama fina e revolvidos diversas vezes ao dia. A secagem em terreiros pode durar de 10 a 20 dias, sendo finalizada quando a umidade dos frutos atinja entre 11% e 13%.

 

Secagem do café em terreiros suspensos

Os terreiros são similares aos terreiros tradicionais, distinguindo do mais comum apenas pela elevação. Afirma-se que essa técnica acelera o processo de secagem do café, demandando metade do tempo gasto com a secagem em terreiros comuns.

 

secadores de café

 

Por consequência, a utilização de terreiros suspensos torna o processo mais barato para o produtor. Por não manter contato com o chão, o café retém menos a umidade, atingindo as porcentagens adequadas mais rapidamente.

 

Secagem em secadores mecanizados

Os secadores mecanizados são uma forma de secagem do café que, ao contrário da secagem em terreiros, não utiliza o ar e luz naturais para eliminar a umidade dos grãos.

Nessa técnica é feito o uso de ar forçado aquecido a diferentes temperaturas para realizar a secagem. Esse tipo de processo exige um investimento maior por parte do produtor, que deve investir nos equipamentos específicos.

 

O que é secador de café?

Secador de Café é uma tecnologia para auxiliar no processo de secagem do café. Essa etapa é fundamental para manter a qualidade dos grãos após a colheita.

máquina agrícola, então, pode ser alimentada por palha, lenha, pode ser a gás ou até por caldeira. Com a queima do combustível, o equipamento é capaz de manter a temperatura desejada pelo agricultor e consegue efetuar a secagem dos grãos em até 24 horas.

 

secadores de café

 

O calor gerado pela queima do combustível chega até a caixa de armazenagem por um ventilador. A caixa vazada permite o contato do ar quente com os grãos, agilizando essa etapa de secagem. Com esse equipamento, o produtor pode colocar os grãos diretamente da colheita nas caixas.

 

Quais as vantagens?

Confira outras vantagens de adotar esse equipamento a sua lavoura. Veja:

  • Contenção de gastos com mão de obra: o serviço manual não se faz mais necessário, tendo em vista que os secadores de café realizam todo o manejo. A economia também se dá na aquisição e efetivação do secador. 
  • Praticidade no processo de secagem: a funcionalidade é bem prática, e em menos tempo do que no caso da secagem por terreiro.
  • Planejamento de colheita: o produtor tem o controle do período de secagem, preparo e armazenagem. Podendo inclusive, programar a colheita, armazenar em períodos mais longos (sem deterioramento e perda de qualidade), e ainda controlar a germinação do fruto.
  • Otimização da produção do café: o secador de café desempenha uma boa secagem, de forma rápida e competente, e isso beneficia a produção de maneira que aumenta a procura por um produto de boa qualidade.

Checklist agrícola

 

Tipos de Secadores

secador pode ser estático ou rotativo. O rotativo consegue ter uma maior produtividade, mas acaba tendo um gasto maior de energia. O secador rotativo consegue ter um custo menor, mas acaba tendo uma menor produtividade.

 

Secador Estático

A primeira grande vantagem deste sistema é eliminar a seca no terreiro, do pé de café diretamente para o Secador Estático, realizando uma pré-secagem.

 

secadores de café

 

Ele elimina a necessidade de movimentação dos grãos durante o processo, por isso, consegue trabalhar com qualquer grau de umidade e qualquer estado de maturação. O resultado é a redução de custos, tanto no uso de mão-de-obra como em seu baixo consumo de energia.

O Secador Estático permite flexibilidade em termos de volume, atendendo tanto pequenos como grandes produtores, a um custo acessível, inclusive, para os produtores de menor porte.

 

Secador Rotativo

O Secador Rotativo para café e Outros grãos é o secador ideal para o cafeicultor de pequeno, médio e grande porte. Recebem o café diretamente da roça ou do lavador, propiciando uma secagem rápida e uniforme.

 

secadores de café

 

As portas para carga e descarga do produto proporcionam rapidez nestas operações. Seu melhor aproveitamento de calor resulta em melhor desempenho de secagem, economia de combustível e o mais importante, secagem uniforme.

 

Quanto custa uma máquina de secador de café?

Quando se trata de valores, os preços variam conforme os modelos de secadores de café, além da sua condição, se novo ou usado. 

Podemos adiantar que a média de custo de um equipamento estático e usado, é de aproximadamente R$ 15.000,00. E, se comparado aos tipos de seca, esse método agrega muito mais economia e custo-benefício. 

Conclusão

O cafeicultor deve entender que a secagem de café é comparativamente mais difícil de ser executada do que a de outros produtos agrícolas. Como são várias as possibilidades de secagem, o cafeicultor deve ficar atento e escolher a melhor opção quando for decidir na vida real.

É necessário fazer um levantamento da estrutura de pós-colheita disponível na propriedade, do volume de grãos de café a ser colhido. Pois a escolha do secador de café tem que caber no orçamento. Gostou de saber mais sobre o assunto?  Deixe seu comentário!

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

Michelly Moraes