fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

A inoculação é uma técnica que contém microrganismos como bactérias e fungos com ação benéfica para as plantas, garantindo o produtor uma alta produtividade em sua lavoura. Quer saber mais sobre o inoculante em soja?

Acompanhe!

 

Inoculante soja

(Fonte: Revista Rural)

 

Com o início do plantio de soja em todo o país os produtores buscam soluções para que a próxima safra tenha alta produtividade.

A inoculação das sementes de soja é prática necessária para fornecer o nitrogênio que a planta precisa, por meio da associação de bactérias com as raízes.

Sendo que, o nitrogênio é essencial para o crescimento do seu cultivo. O nitrogênio é capturado do ar e absorvido pelas bactérias. Nas raízes, elas formam nódulos.

O cultivo da soja no país seria inviável economicamente se vocês tivessem que fornece todo o nitrogênio necessário para suprir as demandas da planta. Ainda assim, os inoculantes são baratos e encontrados com facilidade.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

 

Afinal, o que é inoculante?

Inoculante é um insumo biológico com microrganismos capazes de desempenhar atividades benéficas e necessárias para o desenvolvimento das plantas.

Contém bactérias que são responsáveis pela formação de nódulos nas raízes das plantas e é desenvolvido e produzido em conformidade com protocolos estipulados pela Rede de Laboratórios para a Recomendação, Padronização e Difusão de Tecnologia de Inoculantes Microbianos de Interesse Agrícola.

Assim como quaisquer outras formulações, os inoculantes precisam ter eficiência agronômica comprovada, em concordância com as normas oficiais da Relare, sendo aprovadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O inoculante pode ser encontrado em empresas credenciadas pelo Mapa, em instituições de pesquisa estaduais e na Embrapa Agrobiologia.

 

Principais Tipos de Inoculante Bacteriana

A utilização de inoculação de bactérias é a mais comum na agricultura. Vamos mostrar aqui algumas opções de bactérias mais utilizadas nesse processo.

 

Bradyrhizobium japonicum e Bradyrhizobium elkanii

Infecta as raízes da soja, formando os nódulos e, no seu interior, ocorre o processo de Fixação Biológica do Nitrogênio (FBN). Uma opção para uso é em soja, feijão-caupi.

 

Azospirillum brasilense

Essa bactéria tem a capacidade de realizar a Fixação Biológica do Nitrogênio quando associada a gramíneas (baixa quantidade).

Bactérias do mesmo gênero também são conhecidas por produzirem fitormônios que estimulam o crescimento das raízes de diversas espécies de plantas. Uma opção para uso da Azospirillum brasilense é trigomilho e cana-de-açúcar.

 

Inoculação na cultura da soja

O uso de inoculante é obrigatório em áreas que não são cultivadas há anos ou que nunca produziram soja. A inoculação anualmente pode resultar em aumento da rentabilidade superiores a 8%.

 

Inoculante soja

(Fonte: SEEDNews, 2021)

 

A coinoculação (formulação das bactérias Bradyrhizobium+Azospirillum) pode ser uma ótima alternativa, pois além dos benefícios já citados, pode-se incrementar sua produtividade em até 6 sacas/ha.

Seu uso reduz a necessidade de fertilizantes químicos, particularmente os fertilizantes nitrogenados, promovendo economia de recursos com insumos.

 

Quais seus benefícios de inoculante para soja

Além do fornecimento do nitrogênio, os inoculantes proporcionam aumento na resistência às condições ambientais. Sendo elas:

  • Aumento de associações entre raízes das plantas com outras bactérias presente no solo que promovem o crescimento do cultivo;
  • Maior efetividade na absorção de água e nutrientes;
  • Melhora o desenvolvimento das plantas devido ao efeito positivo na produção de hormônios vegetais que altera a taxa de crescimento das raízes.
  • Maior resistência a seca.

Contudo, vários fatores afetam a qualidade da inoculação. Você deve aplicar sempre inoculantes na quantidade recomendada, eles devem ser de qualidade e inocular da maneira aconselhada pelo fabricante.

 

Aplicação do inoculante

Antes de tudo, o produtor deve garantir que o inoculante para soja adquirido seja fabricado por empresas registradas no MAPA e devem estar dentro do prazo de validade.

O transporte e armazenamento desses produtos também exigem cuidados especiais, visto que são materiais biológicos. A temperatura e o arejamento devem ser adequados para manter as bactérias sem danos.

 

Inoculante soja

Fonte: Nação Agro, 2021

 

A inoculação deve ser feita à sombra, pois esses micro-organismos não suportam altas temperaturas e nem a luz solar. Para aplicá-los basta espalhar o insumo uniformemente na superfície da semente, dessa maneira é possível se obter maior fixação biológica do nitrogênio.

Assim como o inoculante para soja, as sementes que passaram pelo processo também devem ser protegidas do sol e do calor antes do plantio. Nunca faça o processo de inoculação dentro das caixas da semeadora, e uma vez feita a inoculação se deve partir para o plantio em seguida.

 

Inoculação e Tratamento químico de sementes

Você pode realizar a inoculação de bactérias na semente e o tratamento químico de forma simultânea. Portanto, tem que seguir a seguinte ordem: realizar primeiro o tratamento químico da semente e depois a inoculação.

 

Inoculante soja

 

Assim como, aumentar a dose do inoculante. No intuito de diminuir os efeitos danosos que as substâncias químicas do tratamento da semente pode desempenhar sobre a população de bactérias inoculadas.

Ou você pode usar substâncias como o molibdênio e o cobalto. Que além de proteger a semente, é benéfico para as bactérias, assim contribuem para a absorção do nitrogênio do ar para ser usado pelas plantas.

 

Custo do inoculante

Os inoculantes tem o preço bastante acessível. No entanto, é necessário saber sobre as opções disponíveis no mercado. Dê preferência pela dose de bactérias presente no produto, qualidade e melhor custo-benefício.

A praticidade de aplicação. Isso é o que difere o inoculante líquido do turfoso. Pois, durante a preparação, o inoculante turfoso precisa de solução açucarada para proporcionar a aderência na semente.

 

Conclusão

O uso de inoculantes resulta em uma considerável melhoria na resistência aos estresses ambientais e maior eficiência na absorção de água e de outros nutrientes.

Quase todo o nitrogênio consumido pela planta é fornecido a um baixíssimo custo por meio de uma prática ambientalmente correta que consequentemente resulta em uma agricultura mais sustentável tanto econômica quanto ambientalmente.

Gostou de saber mais sobre o assunto?  Deixe seu comentário e acompanhe nosso blog e fique por dentro dos próximos artigo.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

Michelly Moraes
Últimos posts por Michelly Moraes (exibir todos)