(31) 9 8720 -3111 [email protected]

Que o milho é um dos grãos mais produzidos do Brasil não é segredo para muita gente, mas você sabia que existe uma infinidade de tipos de grãos de milho? Neste artigo vamos citar as principais variedades de milho.

 Acompanhe!

Variedades do milho

 

O milho é consumido por todas as pessoas, de modo direto ou indireto. Seu

uso vai além da alimentação humana e animal, seus derivados são utilizados para fabricar diversos produtos.

Cada tipo de milho é utilizado para finalidades diferentes, tendo características distintas uns dos outros.

Para te esclarecer algumas dúvidas sobre este tema e ajudar você a escolher qual se adequa melhor ao seu tipo de cultivo e área, leia o texto a seguir!

Existem diversas espécies de milho que variam de formato, cor e textura e que são classificados em cinco tipos: duro, doce, pipoca, dentado e mole.  Vamos citar ainda neste artigo.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

 

Afinal, o que é milho?

Milho é um cereal proveniente da espécie de planta chamada Zeamays. Os grãos do cereal são do tamanho de uma ervilha e ficam dispostos em fileiras de espigas.

Acredita-se que tenha se originado na América Central e que é cultivado desde os tempos pré-colombianos.

É a segunda maior cultura do mundo e com certeza um dos alimentos mais consumidos do planeta. Isso se explica porque não é consumido apenas por humanos, mas é um cereal muito utilizado para a alimentação de animais.

 

Utilidades do Milho

(Fonte: Jornal NH, 2022)

 

O consumo de milho não é apenas para alimentação humana e animal, há diversos produtos que necessitam do milho e derivados para sua composição.

 

Características

Cultura requer temperatura alta, ao redor de 24 e 30°C, radiação solar elevada e adequada disponibilidade hídrica do solo.

As espiguetas masculinas são reunidas em espigas verticiladas terminais. O grão do milho é um fruto, denominado cariopse, em que o pericarpo está fundido com o tegumento da semente propriamente dito.

As espiguetas femininas se soldam num eixo comum em que várias ráquis estão reunidas (sabugo) protegidas por brácteas (espiga de milho). A flor feminina apresenta um único estigma (barba-do-milho).

 

Checklist agrícola

 

Origem do milho no Brasil

No país o milho já era cultivado pelos índios antes mesmo da chegada dos portugueses. Já que eles utilizavam o grão como um dos principais itens de sua dieta.

Mas foi com a chegada dos colonizadores, há mais de 500 anos atrás, que o consumo do cereal no país aumentou consideravelmente e passou a integrar o hábito alimentar da população.

De acordo com a Fundação Joaquim Nabuco, no período Brasil-Colônia, os escravos africanos tinham no milho, além da mandioca, como um de seus principais alimentos.

 

Conheça as Variedades do Milho

Em cada tipo de milho estão classificadas ainda variedades desse tipo. Cada um possui características próprias em seu grão, que é composto por um tecido rico em amido, podendo ser mole ou duro. Confere abaixo:

 

Classificação do milho

Figura: www.dicasonline.com

 

1º Milho dentado

Devido ao seu tecido mole, o milho dentado apresenta uma depressão ou “dente” na parte superior do grão. Pode apresentar coloração amarela e branca, além de tons terrosos.

Outro fator importante sobre esta variedade é o seu tempo de colheita, que deve acontecer na fase madura.

 

Minho dentado

(Fonte: Semente Biomatrix, 2020)

 

O milho dentado é um dos tipos mais comum nos Estados Unidos, e se destina, basicamente, à nutrição animal, produção de álcool e xaropes. A coloração dos grãos deste tipo de milho pode variar desde o branco ao amarelo.

 

2º Milho Mole ou farináceo

Como o próprio nome diz, o milho do tipo farináceo tem seu endosperma farináceo ou mole. Devido a isso, os grãos são opacos, e a coloração do pericarpo pode ser branco, amarelo ou escura. Por ter o endosperma mole é facilmente moído com sabor suave e adocicado.

O momento ideal de colheita é na fase madura, sendo a variedade branca destinada à preparação de canjica, e as demais para a farinha de milho.

 

Nutrição Mineral de Plantas Macronutrientes.

 

3º Milho Flint ou Duro

Originado na Argentina, o milho flint ou duro é um grão formado de tecido duro ou vítreo, que não possui fenda ou sulco como nas demais variedades.

Conhecido por apresentar coloração branca, amarela, vermelha, marrom, roxa e preta, o flint é uma cultura de alto rendimento e qualidade, podendo ser utilizado tanto para nutrição humana como para animal.

 

Milho Flint ou Duro

 

Dentre as suas particularidades, vale destacar que este milho é colhido na fase madura, sendo ideal para produção de farinha de milho, amido de milho, canjicão, snacks, cervejas etc.

 

Milho de Pipoca

A espiga do milho de pipoca é menor e produz quantidade reduzida de grãos. Possui um grão miúdo, em forma de gota, com tecido duro e podem se apresentar em coloração amarela alaranjada, branca, azul ou vermelha. Sua principal característica é o seu alto poder de expansão.

 

Milho de Pipoca

 

O teor de umidade presente no grão faz com que, quando seja aquecido, a água se transforme em vapor criando uma pressão que rompe a casca.

O amido presente no grão se solidifica em contato com o ar e o torna esbranquiçado. O milho de pipoca é uma das qualidades de milho mais exportadas pelo Brasil.

 

5º Milho Doce

Também conhecido como milho verde, essa variedade se caracteriza pelo miolo translúcido, com grãos levemente irregulares e gosto adocicado. É aquela qualidade consumida na espiga, com a coloração que varia entre o branco e o amarelo.

Como o nome já sugere, o milho verde é colhido antes de finalizar o seu estágio de maturação, o que justifica a sua maciez e a maior quantidade de açúcar na composição.

 

Milho Doce

 

Trata-se de um tipo de milho proveniente de processo de mutação, que produz açúcar no lugar do amido e com alto valor nutritivo. Em virtude disso, o plantio, manejo e pós-colheita também serão diferenciados.

Ademais, o milho doce oferece como vantagem a possibilidade de plantio durante o ano inteiro. Cultivares de milho doce geralmente têm um baixo investimento.

 

Conclusão

Neste texto você viu a importância da cultura do milho na alimentação e fabricação de produtos. Viu que as características dos cinco tipos de milho, além das diferenças entre eles.

Além disso, você pode ver que a composição do endosperma influencia no aspecto dos grãos. Para você decidir qual tipo de milho semear, saber como irá comercializá-lo te ajuda na escolha.

Gostou de saber mais sobre o assunto?  Deixe seu comentário e acompanhe nosso blog e fique por dentro dos próximos artigo.

 

Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas

Michelly Moraes