fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

O pulverizador tem um papel fundamental para a produção agrícola, uma vez que é utilizado para distribuir agroquímicos, nutrientes e fertilizantes na lavoura. Por entender sua importância preparamos esse artigo para mostrar os principais tipos de pulverizador agrícola.

Venha Comigo!

 

Pulverizador Agrícola

 

O papel dos pulverizadores agrícolas na agricultura é fundamental. Uma boa safra está diretamente relacionada ao controle de pragas, doenças e insetos, assim como depende da ação de nutrientes que garantam a fertilização adequado do plantio.

A tecnologia desenvolvida para o aperfeiçoamento de pulverizadores tem promovido avanços inovadores em benefício do produtor agrícola.

Escolher o equipamento ideal, pode ser um desafio, afinal existe uma série de fatores que devemos levar em consideração no processo de compra. Portanto, se você quer escolher o seu, mas ainda tem dúvidas, leia até o final. Vamos lá?

 

avanços no manejo de praga

 

Qual a função do pulverizador agrícola?

Os pulverizadores são equipamentos que pulverizam, ou seja, fazem a distribuição sobre a plantação de uma substância líquida em partículas minúsculas. Esse processo é muito importante pois facilita a absorção das substâncias e a sua correta pulverização.

 

Pulverização Agricola

 

Os pulverizadores não servem apenas para distribuírem agrotóxicos, mas também são muito utilizados na hora de nutrir e fertilizar as lavouras.

O principal objetivo de um pulverizador é garantir que esse produto seja distribuído na mesma medida e em uma quantidade correta nos locais necessários.

 

Como era o processo de pulverização antigamente?

O desenvolvimento dos equipamentos de aplicação teve um salto a partir de meados do século XIX. Antes disso, as técnicas utilizadas consistiam em esfregar ou lavar a planta com o auxílio de panos ou escovas embebidos com a solução química.

Era comum também a utilização de alguns tipos de regadores para facilitar a uniformidade da distribuição e a velocidade da aplicação.

Foram desenvolvidos equipamentos em que espanadores especiais funcionavam com um mecanismo de bombas e tanques sobre rodas. Passou-se, também, a utilizar seringas, mais tarde aperfeiçoadas com válvulas que possibilitavam o bombeamento intermitente do produto.

A partir daí, as inovações fora aplicadas sobretudo em projetos relacionados à energia da pressão de bombeamento e à eficiência na produção de gotas. A evolução da tecnologia dos bicos proporcionou um aumento significativo na qualidade da pulverizadores agrícolas.

 

Tecnologias que agregam qualidade à pulverização

 

A importância do pulverizador agrícola

O pulverizador é um instrumento importantíssimo para as lavouras, principalmente para as de grande escala.

O pulverizador permite aumentar a eficiência da lavoura e aplicar a quantidade exata de produto na plantação independentemente do tipo da substância.

Além disso, esse equipamento também auxilia no processo de redução de gastos com os insumos na lavoura.

Sem dúvidas, o pulverizador é importante para todo o processo de desenvolvimento de uma lavoura e pode ser um dos principais aliados do produtor agrícola.

 

Quais são os tipos de pulverizadores?

No mercado, há modelos de pulverizadores para atender todos os tipos de demanda. Falaremos um pouquinho sobre cada um deles, para que você possa conhecer mais sobre o assunto.

Os pulverizadores podem ser manuais ou motorizados. Veja os principais tipos de pulverizadores a seguir:

Pulverizador Costal

O pulverizador costal é muito utilizado por pequenos, médios e grandes agricultores. Isso se deve ao fato de que é mais prático e pode ser empregado em diversos tipos de cultivos.

Esse equipamento pode ser encontrado em sua versão manual, na qual você precisa acionar a bomba com uma alavanca para realizar a pulverização.

Também é encontrado em sua forma elétrica, que funciona com o auxílio de uma bateria, pulveriza o cultivo sem maiores esforços.

 

Pulverizador Costal

 

Além disso, é possível encontrar esse tipo de pulverizador em sua versão 2 em 1. Isso quer dizer que é possível utilizá-lo manualmente, além de sua forma elétrica.

 

Pistola pulverizadora de pressão

Consiste em um sistema de ar comprimido disponível nas versões manual e elétrica. Usando o gatilho da pistola é disparado, gera pressão no equipamento, que esguicha o defensivo na lavoura.

 

Pistola pulverizadora de pressão

(Fonte: Graco, 2021)

 

O primeiro modelo é indicado apenas para quem vai trabalhar em hortas, pomares e jardins de área pequena.

 

Pulverizador Autopropelido

O pulverizador autropropelido ou automotriz é voltado para lavouras com áreas extensas. Possui barras de tamanhos variados e tanques grandes, capazes de armazenar altas quantidades de calda. Por isso, costuma ser utilizado em tratores.

 

Pulverizador Autopropelido

 

Como possuem um nível avançado de tecnologia, com uso de sensores e softwares, os pulverizadores autropropelidos são conhecidos pelo alta precisão na pulverização.

 

Atomizador

O atomizador é uma espécie de pulverizador agrícola que joga o produto em alta velocidade. Esse tipo de equipamento é recomentado para o cultivo e árvores frutíferas e em terrenos que não é possível o uso de outros métodos.

 

Atomizador

 

Outra questão importante é que o atomizador pode ser utilizado em ambientes internos e externos. Isso faz com que o equipamento seja muito versátil.

Vale frisar que não é recomentado o seu uso em cultivos frágeis, que não suportam altas velocidades de ar.

 

De barra

Como o próprio nome já diz, esse tipo de pulverizador possui uma barra com muitas pontas para pulverização que podem ser montadas em um trator. É altamente recomendado para grandes lavouras e precisam de manutenções eficientes.

 

Pulverizador de Barra

 

Pulverização aérea

A pulverização aérea pode ser realizada com o uso de drones, helicópteros e aviões agrícolas, cada um com suas especificidades. Assim, podem ser consideradas as seguintes particularidades:

  • Drones: para aplicações de precisão, em áreas específicas de difícil acesso;
  • Helicópteros: alternativa aos aviões pela menor velocidade e maior proximidade da cultura;
  • Aviões: sua rapidez operacional o faz o mais indicado para grandes áreas de cultivo.

 

Como escolher seu pulverizador agrícola?

Para escolher o pulverizador agrícola que melhor atende as suas necessidades, é necessário pensar nas seguintes questões:

 

Cultura

Pensar na sazonalidade da sua lavoura e sua extensão é um item básico na escolha do seu pulverizador agrícola. Isso porque a forma como a cultura se comporta e como seu trabalho pode ser otimizado mudam a cada tipo de aplicação ou tipo de pulverizador agrícola.

 O mesmo vale para os bicos dosadores dos pulverizadores em barra. Outro item a ser considerado é a época de aplicação de cada produto, que varia conforme a cultura e a facilidade de mobilidade do pulverizador.

 

Tipos de pontas de pulverização e tamanhos de gotas - Prof. Lino

 

Área de pulverização

Simplesmente, quanto maior a área, mais capacidade de armazenamento é necessária. Sendo assim, o pulverizador agrícola a ser escolhido ou a quantidade de equipamentos a serem comprados têm que ser coerentes com a área a ser cultivada. Pense em tudo isso no momento de escolher o pulverizador agrícola.

Dica extra: a relação entre a quantidade de insumo a ser dissolvido em água pode ser feita com a ajuda de um engenheiro agrônomo ou um profissional de agronomia.

 

Considere a viabilidade econômica do equipamento

Deve-se levar em conta a relação entre o valor da compra e o ganho estimado com a produção. Além disso, é importante considerar aspectos funcionais, como por exemplo a durabilidade do equipamento.

 

Conclusão

A aplicação de defensivos agrícolas nas lavouras, com o auxílio do pulverizador, é de fundamental importância para a agricultura, já que é através deste equipamento que se consegue fazer o controle de pragas e doenças, tornando viável a produção agrícola.

Para escolher o melhor pulverizador para sua cultura é necessário conhecer os diferentes tipos, a necessidade da cultura e a viabilidade econômica. Em caso de dúvidas o ideal é que o produtor consulte um profissional da área.

 

Pós-graduação em Manejo Integrado de Pragas

Michelly Moraes