(31) 9 8720 -3111 contato@agropos.com.br

tecnologia no agronegócio

Não é novidade que a tecnologia está evoluindo e com isso, influenciando diversos setores econômicos. As empresas que investem em recursos modernos e inovadores estão garantindo eficiência, sustentabilidade e praticidade. Do mesmo modo é cada vez mais frequente o uso da tecnologia no agronegócio, uma vez que produtores e profissionais da área buscam frequentemente insumos e técnicas para ter uma produção mais eficiente, rentável e sustentável.

E, engana-se quem pensa que esta é uma realidade distante. Afinal, já é possível sentir os impactos de tal uso na produção e os reflexos na economia. E você sabe como tem sido essa relação? Confira cinco tendências da aplicação da tecnologia no agronegócio a seguir:

  1. Uso de sensores

Os sensores estão sendo cada vez mais frequentes nas propriedades rurais. Isso acontece, pois, a sua instalação permite observar diversos dados importantes sobre a plantação, o solo e outros elementos importantes, tais como o clima. Além disso, potencializa e agiliza a coleta de dados e executam comandos de forma automática, desenvolvendo atividades em tempo real. Assim, o emprego desses dispositivos na produção, reúnem informações relevantes para a tomada de decisão do profissional, melhorando a produtividade e consequentemente, aumentando os lucros. Dentre os sensores mais utilizados estão os que medem a quantidade de chuva, de umidade no solo e ar, térmico, sensores de localização (GPS), dentre outros. Em breve vou falar um pouco mais sobre os principais tipos de sensores utilizados atualmente!

tecnologia no agronegócio

  1. Drones

Os drones podem desempenhar uma série de funções no campo e, por isso, seu uso é importante para a agricultura. Esses dispositivos aéreos são capazes de captar imagens e acompanhar o desenvolvimento da lavoura. Além disso permitem observar o surgimento de pragas, doenças ou outros problemas no campo. Os drones são espécies de aeronaves equipados com câmeras especiais que permitem a identificação de áreas que estejam sofrendo com esse hídricos, pragas ou doenças. Dessa forma, torna-se um equipamento essencial para grandes produtores observarem o comportamento da plantação e agir de forma rápida, caso seja necessário.

 

  1. Softwares de gestão como tecnologia no agronegócio

Assim como uma empresa tradicional, uma fazenda ou uma propriedade rural também enfrenta os mesmos processos burocráticos na parte de gestão. Por essa razão, softwares de gestão modernos e eficientes estão sendo disponibilizados a fim de auxiliar o produtor, principalmente em relação aos custos de produção e para facilitar as tarefas do dia a dia que estão envolvidas no gerenciamento do agronegócio. Esses sistemas inteligentes podem ser armazenados em nuvem e realizar coletas de dados avançadas, fundamentais para a organização e tomada de decisões importantes na fazenda, evitando o desperdício de tempo e recursos financeiros.

tecnologia no agronegócio

  1. Biotecnologia

No agronegócio, a aplicação de biotecnologias permite que profissionais encontre o cultivar ideal mais rapidamente a partir da incorporação de genes que vão resultar em características desejáveis na planta em determinadas condições. Normalmente, o produtor acessa a biotecnologia por meio da semente geneticamente melhorada. Essas sementes são mais eficientes, com elevada produtividade, tolerância a estresses e resistência a pragas e defensivos. Mais do que isso, investir em sementes superiores significa reduzir custos com manejo, afinal são mais resistentes a pragas comuns a uma determinada região ou época do ano e garantem uma maior produtividade.

Biotecnologia

 

  1. Agricultura de precisão como tecnologia no agronegócio

A agricultura de precisão é um sistema de manejo integrado que reúne informações e tecnologias. Para isso, leva em conta as variações de espaço e tempo, fatores essenciais para o rendimento da produção. Isso significa que, leva em consideração a variabilidade de solo, ocorrência de pragas e de condições climáticas dentro de uma mesma propriedade. Em relação às variações do tempo, a agricultura de precisão considera as diferenças da fazenda durante o período de chuva e na seca. Com isso, a ideia desse tipo de agricultura é identificar a quantidade adequada de insumos que deve ser aplicada em cada área da propriedade, reduzindo o gasto e tornando o empreendimento mais sustentável. Também permite a identificação antecipada do estado de maturação das plantas nas diferentes zonas do terreno agrícola e assim otimizar o processo de colheita.

Viu só como é cada vez mais comum a relação entre tecnologia e agronegócio? Se você ainda não utiliza essas tendências, fique ligado pois certamente chegará o dia que as colocará em prática. Você se sente preparado para isso? Acompanhando os textos do blog você irá saber mais sobre esses e outros assuntos ligados ao agronegócio. Fique de olho aqui nos posts do blog!

 

Janaina Campos
ligamos para você AgroPós