(31) 9 8720 -3111 contato@agropos.com.br

Silvicultura de precisão

 

No Brasil, o setor florestal sempre foi bastante tecnológico, possibilitando o desenvolvimento de uma silvicultura moderna e cada vez mais eficiente. Basicamente, os principais gêneros cultivados no país são o Eucalyptus e o Pinus que, graças a grandes avanços nos programas de melhoramento e técnicas silviculturais, apresentam excelentes resultados e alta rentabilidade.

A técnica que visa obter maior produtividade a partir de características específicas da planta e da região onde se encontra é chamada de silvicultura de precisão. Assim como na agricultura, essa forma de manejo tem como premissa levar em consideração as diferenças existentes em uma cultura, até mesmo dentro de uma propriedade a fim de eliminar gastos desnecessários e aumentar a eficiência da produção.

Neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre a importância da silvicultura de precisão e ainda listar algumas tecnologias que são essenciais nessa forma de manejo. Confira!

O que é Silvicultura de Precisão e qual a sua importância?

A silvicultura de precisão é um modelo de cultivo florestal que se baseia na obtenção e análise de dados específicos de uma produção. Diferente do modelo tradicional de manejo florestal, neste tipo de técnica, a ideia é levar em consideração cada microambiente de uma área geográfica. Dessa forma, faz com que as intervenções preventivas ou corretivas sejam localizadas, aumentando o grau de eficiência e reduzindo gastos.

A principal recomendação para adoção da silvicultura de precisão são para áreas nas quais exista grande variação dos fatores que interferem diretamente na produção no talhão florestal.

Identificada essas áreas, com ajuda da silvicultura de precisão, devem ser aplicados manejos diferenciados em termos de adubação, controle de plantas daninhas, pragas e doenças, em cada microambiente ao invés de um único manejo para toda a área.

Também auxilia na otimização e uso racional dos recursos disponíveis, auxilia no processo de gestão de pessoas e na maximização do potencial de cada clone, já que a seleção e implantação de melhores materiais genéticos é direcionada para cada ambiente específico. Mais do que isso, a adoção da silvicultura de precisão determina os melhores sítios e ambientes mais adequados para que a cultura expresse o máximo potencial genético e seja mais rentável.

De uma forma geral, a silvicultura de precisão é uma ferramenta capaz de auxiliar na obtenção de melhores ganhos. Isso significa ter produção de madeira obtida por árvore maximizada já que permite que sejam feitas intervenções em todas as etapas do manejo. E exatamente onde é mais preciso.

https://agropos.com.br/pos-graduacao-em-geoprocessamento-e-gestao-ambiental/

Como implantar a Silvicultura de Precisão

No manejo de precisão, as medidas são adotadas de acordo com a necessidade de cada talhão da floresta. Entretanto, antes de aplicar insumos e realizar o controle de pragas e doenças é preciso conhecer de forma detalhada toda a área e as características que podem influenciar na produtividade. Para isso, devem ser feitas amostragem no solo, mapas da plantação e o georreferenciamento, a fim de identificar regiões que apresentem desigualdade no crescimento ou na coloração, por exemplo.

Para obter esses dados, é preciso apostar em sistemas de informações geográficas, posicionamento global, sensoriamento remoto e estatísticos, Essas são ferramentas essenciais para fazer a análise da variabilidade espacial e elaboração de mapas.

A obtenção desses dados depende da utilização de tecnologias como satélites, drones, GPS e outras ferramentas adaptadas de outras áreas para a agricultura, como piloto automático, banco de dados, softwares de gestão, dentre outros.

Silvicultura

Vale a pena investir?

Não há dúvidas de que a silvicultura de precisão seja benéfica para o produtor e para o gestor florestal uma vez que pode proporcionar ganhos reais. Entretanto, é preciso considerar que existem dificuldades na implantação. A falta de mão de obra qualificada para operar as tecnologias empregadas ou até mesmo a falta de conhecimento sobre a técnica são alguns dos principais empecilhos.

No entanto, tendo em vista a relevância para a produção florestal nacional, é possível dizer que investir nessa área vale a pena, principalmente para quem busca uma gestão mais eficiente e lucrativa.

https://materiais.agropos.com.br/checklist-software-agricola

 

 

Janaina Campos
ligamos para você AgroPós