fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

Todo produtor rural já se deparou com certos problemas ao cuidar de uma fazenda. Esses problemas podem envolver custos, produção, funcionários, organização, transporte ou distribuição. Neste Post vamos abordar algumas dicas para te ajudar a fazer uma administração rural com sucesso.

Venha Comigo!

 

Administração Rural

 

Existem várias empresas rurais que buscam, cada vez mais, o planejamento para que se aprimorem os sistemas produtivos. Há fatores internos e externos da propriedade rural que, somados, promovem um bom resultado final.

Os fatores internos podem ser melhor controlados e avaliados pelo produtor para se iniciar o planejamento. Com planejamento e metas, consegue-se chegar a resultados, que podem ser avaliados.

A partir daí, podem-se fazer críticas quanto ao processo e sugerir melhoras para se alcançar realmente um resultado positivo. Mas afinal, o que é Administração rural? E quais as dicas para o sucesso?

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

 

O que é Administração Rural?

A administração rural surgiu no começo do século XX junto às universidades de ciências agrárias, na Inglaterra e Estados Unidos. Essa prática surge com a preocupação de sobretudo, analisar, a credibilidade econômica e técnicas agrícolas.

Contudo a Administração rural é o conjunto de atividades que facilitam aos produtores rurais a tomada de decisões ao nível de sua empresa agrícola, com o fim de obter melhor resultado econômico, mantendo a produtividade da terra.

O estudo que considera a organização e operação agrícola, visando ao uso mais eficiente dos recursos para obter resultados compensadores contínuos. O processo administrativo é composto por 4 etapas: planejamento, organização, liderança e controle.

 

Etapas do Processo Administrativo

Etapas do Processo Administrativo

Com esses quatro pilares é possível alcançar um ótimo resultado de um conjunto de fatores, onde decorre de uma boa administração rural e os impactos positivos que ela traz para a fazenda.

 

Importância da administração rural na agricultura

O agronegócio é um dos setores mais importantes para a economia brasileira e tem uma das maiores movimentações de bens do país. Além disso, ele é um dos pilares centrais do PIB e registra números quase sempre positivos.

 

Administração Rural

 

A posição geográfica do Brasil é muito favorável à exportação, pondo o país como um dos principais líderes no mercado agro internacional. No entanto, isso não torna a administração rural imune a problemas por aqui.

Por isso, é de extrema importância saber trabalhar com as tecnologias aplicadas à agricultura, para garantir que as operações sejam mais eficientes e o planejamento estratégico seja mais lucrativo para empresas agrícolas. Assim é possível acompanhar o crescimento do país.

 

Diferença entre administração rural e gestão agrícola

Existem algumas diferenças conceituais entre ambas. A administração agrícola é um conceito amplo, que envolve conhecimentos técnicos e aplicações práticas no dia a dia da fazenda.

Administrar é planejar com uma visão mais ampla da parte financeira da fazenda, pensando sempre em atingir níveis positivos de produtividade e lucratividade.

Já a gestão agrícola é ligada a questões operacionais, que também envolvem um planejamento complexo e se relacionam com a administração, mas dizem respeito a ações agrícolas realizadas na fazenda.

 

Desafios enfrentados na Administração Rural

Entenda alguns dos principais desafios enfrentados na administração rural, veja abaixo:

Administrar as finanças

Assim como em qualquer outra empresa, o administrador rural precisa ser eficiente para garantir que o negócio seja lucrativo. Para isso, é preciso seguir uma metodologia adequada, a fim de registrar todos os números.

Desenvolver o hábito de registrar tudo o que entra e sai e dissociar essas transações dos gastos financeiros pessoais pode ser um grande desafio, especialmente em propriedades familiares.

 

Checklist agrícola

 

Gerenciar a produção e a logística

É necessário ter pleno conhecimento de tudo o que é produzido e como os produtos são escoados por toda a cadeia de distribuição, ou seja, a logística.

Dessa forma, será possível detectar gargalos e pontos que podem ser aprimorados, com o objetivo de otimizar os custos e eliminar desperdícios.

 

Utilizar indicadores

Os indicadores de desempenho utilizados devem estar alinhados às necessidades e aos objetivos do negócio.

Essas métricas revelam valores exatos que expressam o quanto a produção aumentou ou recuou, e o quanto isso se refletiu em lucratividade para a empresa.

 

Criar novos processos e delegar tarefas

À medida que o negócio cresce, fica muito difícil criar e padronizar novos processos que não necessitem sempre de sua opinião e decisão. No entanto, essa evolução é necessária, afinal, a formalização das operações é uma das bases da administração.

A ideia é que o negócio passe a andar com as próprias pernas. Para isso, funcionários e equipes precisam ter papéis bem definidos dentro do ciclo produtivo.

 

Transforme sua propriedade em uma empresa rural

Toda propriedade rural é uma empresa de pequeno, médio ou grande porte. Portanto, é preciso, primeiramente, mudar a maneira como você enxerga sua fazenda.

O objetivo de uma empresa rural não é apenas produzir. É obter o melhor custo-benefício dentro do mercado que se deseja explorar.

Empresas bem-sucedidas se destacam por trabalhar com metas, ou seja, aquilo que se deseja alcançar em um determinado período de tempo. Mas por onde começar?

 

Dicas para aprimorar a administração rural

É preciso desenvolver capacidades administrativas importantes para realizar de maneira eficiente a gestão de pessoas, financeira, de risco e a gestão de novos investimentos.

Um dos métodos mais conhecidos é o PDCA, que reúne conceitos básicos da administração em uma estrutura de ciclo, o que o torna simples de ser compreendido e gerenciado. Sendo assim, ele é composto por 4 fases importantes que você pode usar na sua administração rural:

 

Você sabe qual é o perfil de profissional mais procurado pelas empresas?

 

1º – Planejar

Planejar é pensar nos seus objetivos agrícolas. Quais metas você pretende atingir? Quanto pretende produzir e lucrar nessa safra?

Sem um planejamento bem definido, fica difícil conseguir fazer um bom uso dos recursos e ganhar mais.

Além disso, a sua rotina administrativa na fazenda não pode ser feita no improviso e por isso tudo deve ser calculado antes, durante e depois.

 

2º – Organizar

A organização nada mais é do que botar a mão na massa! Nessa etapa, você vai começar a colocar em prática o que foi planejado. Aqui devemos responder perguntas como:

  • Qual será a mão de obra necessária para começar a produzir?
  • Quem trabalhará com o que e quais os objetivos deverão atingir?
  • Quais recursos serão utilizados e qual quantidade de cada matéria-prima vou precisar?

Com essas informações em mãos, você estará muito mais preparado para o que virá e certamente economizará dinheiro.

 

3º – Execução

O foco dessa fase é a prática. Sendo assim, é imprescindível disponibilizar meios para que os procedimentos definidos no planejamento sejam cumpridos, extraindo o máximo de informação para a fase seguinte.

Com toda a equipe informada do que ser feito, comece a executar o plano de ação que deve ser feito em cada área de manejo. Lembre-se de seguir sempre o planejamento já realizado.

 

4º – Controle

A última fase é dividida em duas etapas dependendo do resultado da verificação feita na fase anterior.

  • Metas alcançadas: se os resultados forem alcançados, registre as boas práticas e inicie um novo ciclo para identificar oportunidades de melhoria;
  • Metas não alcançadas: nesse caso, é preciso diagnosticar qual é a raiz do problema para evitar a reprodução dos resultados não esperados.

Se alguma coisa deu errado, essa é a hora de tentar mudar para que da próxima vez dê certo!

 

Conclusão

A administração do setor rural é difícil, como em qualquer outro ambiente, mas no campo todo processo é bem dinâmico, não existe um padrão a ser seguido, cada particularidade existente deve ser levada em conta.

Com organização e gestão da fazenda em dia, aumentam as chances dos resultados positivos, uma vez que com as medições, estamos analisando tudo que ocorre na propriedade e tomando decisões mais assertivas.

Em caso de dúvidas o ideal é contratar um profissional da área para de orientar durante todo planejamento. Gostou de saber mais sobre o assunto?  Deixe seu comentário!

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

Michelly Moraes