fbpx
(31) 9 8720 -3111 [email protected]

Em suma, o agronegócio ocupa um lugar de destaque na economia mundial, principalmente nos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, pois garante o sustento alimentar das pessoas e sua manutenção, além disso, contribui para o crescimento da exportação e do país que o executa. Neste artigo vamos mostrar as principais empresas do agronegócio Brasileiro.

Venha Comigo!

 

 

Você já deve ter ouvido falar que o agronegócio brasileiro é um dos mais representativos do mundo. E não há exagero algum nessa afirmação, pois somos o quarto país que mais produz alimentos e o segundo colocado em exportações de grãos.

Em 2020, registramos safra recorde, com 254,1 milhões de toneladas – número que deve ser superado em 2021, segundo previsão do IBGE.

Analisando a importância do  agronegócio preparamos neste post as principais empresa do agronegócio no Brasil. Mas antes vamos entender melhor o conceito do agronegócio e sua importância.

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

 

O que é o agronegócio?

O agronegócio, também conhecido por agrobusiness, compreende as atividades econômicas ligadas à agropecuária, ao manejo de florestas para comércio e serviços (silvicultura) e ao extrativismo vegetal. Esse termo foi cunhado na década de 1950, mas popularizou-se na década de 1970, no auge da Revolução Verde.

 

 

Todas as empresas que fornecem insumos agrícolas aos agricultores, remédio ao gado e máquinas para a agricultura e os bancos que fornecem empréstimos financeiros aos grandes empresários do campo também estão relacionados com o agronegócio.

Além desses segmentos, podemos citar como integrante no agronegócio o comércio, seja varejista, seja atacadista, que lida com os produtos voltados para o meio rural. 

 

Importância do Agronegócio Brasileiro

Podemos dizer que o agronegócio no Brasil é praticamente uma combinação perfeita. O país possui condições climáticas agradáveis, diversidade geográfica incluindo litoral, mão de obra de baixo custo, climas variados a favor da pecuária e terras férteis inexploradas. 

Além disso, somos atualmente a nona maior economia do mundo com base no PIB nominal, o que torna o cenário nacional muito interessante para quem deseja apostar nesse setor.

A influência brasileira no agronegócio global é indiscutível. O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de açúcar, café e suco de laranja, além de ser um grande produtor e exportador mundial de produtos como soja, etanol, frango, milho, porco e carne bovina. 

As indústrias do agronegócio nacional representam cerca de 21% do PIB do país. Além disso, um terço dos empregos do Brasil no agronegócio e quase 44% de suas exportações. Isso se deve ao fato de que a agricultura e a pecuária sempre foram os principais contribuintes para a riqueza do país.

 

Desafios das Industrias do Agronegócio

Alguns desafios que a indústria do agronegócio enfrenta no País são problemas relacionados a logística e infraestrutura, já que não é fácil transportar e distribuir todos os produtos que são gerados.

Ademais, a legislação tributária dificulta bastante os processos de importação e de exportação, faltam investimentos públicos e recursos financeiros e boa parte do dinheiro que circula no setor se concentra nas mãos das grandes companhias.

Por outro lado, a oferta de cursos técnicos e profissionalizantes na área aumentou em número e em variedade de forma extraordinária nos últimos anos, e as oportunidades no setor são imensas.

Trata-se de um setor em que ainda é possível inovar muito, já que abundam oportunidades, possibilidades de investimento e criação de novos empregos. 

 

Checklist agrícola

 

10 Maiores Empresas do Agronegócio Brasileiro

agronegócio trata-se de um setor econômico bastante importante para a sociedade mundial, com isso é de extrema importância que você conheça as 10 maiores empresas do agronegócio Brasileiro. Vamos lá!

 

1º – BUNGE ALIMENTOS 

A Bunge é uma das principais empresas de agronegócio e alimentos. Com cerca de 17.000 colaboradores, é líder em originação de grãos e processamento de soja e trigo, na fabricação de produtos alimentícios e em serviços portuários. Desde 2006, atua também no segmento de açúcar e bioenergia.

 

Empresa Bunge

 

Como uma das maiores exportadoras do país (a primeira em agronegócio), a empresa contribui de maneira substancial para o saldo positivo da balança comercial e para as divisas para a economia nacional. São mais de 100 instalações no Brasil, entre fábricas, usinas, moinhos, portos, centros de distribuição, silos e instalações portuárias.

 

2º – CARGILL

A Cargill é a segunda maior empresa do agronegócio, sendo uma empresa privada, multinacional, com sede no estado de Minnesota, EUA, cuja atividade é a produção e o processamento de alimentos. No Brasil, a companhia atua há 50 anos.

Conta com mais de 8 mil funcionários envolvidos nos negócios de comercialização de commodities agrícolas, produção de ingredientes para indústria alimentícia, desenvolvimento de produtos para o consumo final, serviços financeiros e desenvolvimento de soluções para o segmento industrial.

     

Empresas do Agronegócio

Empresa Cargill

Nos supermercados, os consumidores encontram a marca Cargill em embalagens de óleos refinados e compostos, molhos para salada, maioneses, molhos e extratos de tomate. A companhia também amplia sua presença nas gôndolas com a distribuição de azeites, azeitonas, vinagres, chás, pipocas e condimentos.

 

3º – JBS

Maior empresa de proteína animal e segunda maior de alimentos do mundo, a JBS é a segunda maior companhia brasileira e a maior empresa privada em faturamento.

Uma gigante com mais de 240 mil colaboradores em 400 unidades produtivas espalhadas por 15 países nos cinco continentes.

Uma das companhias de origem brasileira mais internacionalizadas, a JBS atende cerca de 275 mil clientes em mais de 190 países. Em 2019, apresentou seu melhor resultado histórico, com faturamento superior a R$ 200 bilhões e lucro líquido acima de R$ 6 bilhões.

 

4º – SOUZA CRUZ

Souza Cruz é uma fabricante de cigarros fundada em 1903 pelo imigrante português Albino Souza Cruz, que colocou em funcionamento a primeira máquina no Brasil de produção de cigarros enrolados em papel. 

 

Empresa Souza Cruz

 

As atividades da Souza Cruz empregam 6.600 pessoas diretamente e 240.000 pessoas de forma indireta, incluindo 27.000 produtores integrados responsáveis pelo cultivo do tabaco. A operação brasileira é uma das mais complexas do grupo, líder global no segmento.

 

5º – SADIA 

Presente em mais de 150 mil pontos de venda no Brasil, oferecendo mais de 300 tipos de produtos que vão desde os derivados de carnes suína até as mais deliciosas sobremesas.

 

Empresa Sadia

 

Em 2009, junto com a Perdigão, fundamos a BRF e hoje estamos em mais de 140 países, entre Oriente Médio, Europa, Extremo Oriente, América Latina e África.

Inovadora por vocação, a Sadia foi a primeira a fazer congelados que facilitam a vida das pessoas. Lasanha, nuggets, pizza e hot pocket garantem sabor e praticidade para as famílias.

 

6º – BRASIL FOODS

A fusão entre Sadia e Perdigão, que resultou na criação da Brasil Foods (BFR), dá origem a uma “grande multinacional brasileira”.

A nova empresa nasce como o 10º maior grupo de alimentos das Américas, segunda maior indústria alimentícia do Brasil (atrás apenas do frigorífico JBS Friboi).

Com cerca de 119 mil funcionários, 42 fábricas e mais de R$ 10 bilhões em exportações por ano (cerca de 42% da produção), a gigante surge com um faturamento anual líquido de R$22 bilhões.

 

7ºCOPERSUCAR

É a maior cooperativa brasileira e possui um modelo de negócios único no setor sucroenergético, que inclui todos os elos da cadeia de açúcar e etanol, desde o acompanhamento da safra no campo até os mercados finais, incluindo armazenamento, transporte e comercialização. 

No último ano-safra, produziu 3,7 milhões de toneladas de açúcar 1,9 milhão foi exportado e 1,8 milhão foi vendido no mercado interno. A produção de etanol também foi significativa, com 5 bilhões de litros comercializados.

 

Você sabe qual é o perfil de profissional mais procurado pelas empresas?

 

8º – AMBEV

Maior cervejaria do mundo, nascida da compra da Antarctica pela Brahma, a gigante industrial Ambev também atua no agronegócio.

A cervejaria é uma voraz consumidora de cevada, matéria-prima do malte, principal insumo da cerveja. Nesse sentido, a Ambev produz cevada diretamente no Paraná e no Rio Grande do Sul.

 

Empresa Ambev

 

A empresa também vem investindo em novos produtos, como uma cerveja elaborada à base de mandioca. A Ambev é vista como uma das empresas mais promissoras pelos analistas de investimento.

 

9º – AMAGGI

A Amaggi foi um dos pioneiros na produção de soja em larga escala no Mato Grosso. O grupo adquiriu as primeiras terras no estado em 1979.

Atualmente, além de ser o maior produtor de soja de capital 100% nacional, o grupo atua em outras três áreas: trading, logística e energia.

Na trading, o grupo exporta soja e milho e importa e distribui insumos agrícolas, com escritórios e representações na Argentina, Paraguai, Holanda, Suíça e China.

 

10º – SUZANO

Suzano S.A é uma empresa brasileira do setor de celulose e papel, líder mundial na produção de celulose branqueada de eucalipto. Ela tem plantas em vários estados e uma grande unidade na cidade de Três Lagoas (MS).

Empresa Suzano – Três Lagoas

     

A maior empresa de celulose do Brasil tem a expectativa de que haja uma retomada de preços no curto prazo. Além disso, a expansão da oferta gerará uma competição mais acirrada.

Isso deve beneficiar a Suzano, que tem custos de produção entre os menores do mundo e mantém uma forte geração de caixa mesmo em períodos de baixa das cotações internacionais. 

 

Conclusão

Atualmente o agronegócio é responsável pela metade das exportações brasileiras, empregando dezenas de milhões de pessoas e possibilitando que o país continue dando saltos positivos na exportação de seus produtos.

Tendo esse cenário em vista, é possível afirmar que o setor agro tende a crescer e tornar o Brasil o maior produtor de alimentos no mundo, alavancando a economia do país e gerando empregos. Gostou de saber mais sobre as empresas do agronegócio?  Deixe seu comentário!

 

Pós-Graduação em Gestão e Economia do Agronegócio

Michelly Moraes